Dieta anticâncer: Cúrcuma – poderoso anti-inflamatório

Confesso que AC (antes do câncer), nunca tinha ouvido falar do cúrcuma, embora adorasse comidas temperadas com curry.

Mas durante o tratamento, a Tati, chef de cozinha do restaurante orgânico “.ORG “, me apresentou o cúrcuma e me orientou a comer sempre.

Gostei do sabor e adotei na minha dieta anticâncer. Compro sempre na feira orgânica.

Para quem, como eu, nunca havia ouvido nada a respeito: O açafrão-da-terra (Cúrcuma longa), conhecido também como cúrcuma, turmérico, açafrão-da-índia, açafroa e gengibre amarelo, é uma planta herbácea da família do gengibre (Zingiberaceae), originária da Ásia (Índia e Indonésia).

Dela se obtém uma especiaria homônima que é o principal componente do tempero pó de curry. Sua característica principal é a forte cor amarela que transfere aos alimentos.

Mas atenção apesar da cor, o cúrcuma não tem nada haver com o açafrão verdadeiro. Se o cúrcuma vem das raízes da planta, o açafrão vem de outra parte totalmente diferente: do pistilo das flores da Crocus sativus, originária da Grécia e do Sudeste da Ásia.

curcuma-beneficios-alimento-anticancer-dascoisasquetenhoaprendido

Essa raíz tem sido utilizada na medicina ayurvédica, medicina tradicional da Índia, por mais de 6000 anos. Além disso, os indianos consomem em média 1,5 grama a 2 gramas por dia.

A raiz de cúrcuma origina um pó amarelo que é o principal condimento do curry. Nenhum outro ingrediente nutricional é tão poderosamente anti-inflamatório que o pó poderoso dessa raiz.

A principal molécula responsável por esse efeito é a curcumina. Em laboratório, ela inibe o crescimento de um número muito grande de cânceres: cólon, próstata, pulmão, fígado, estômago, mama, ovário, leucemia.

Não é, portanto, surpreendente que em idade idêntica os indianos tenham 8 vezes menos câncer de pulmão que os ocidentais, 9 vezes menos câncer de cólon, 5 vezes menos câncer de mama, 10 vezes menos câncer de rim e 50 vezes menos câncer de próstata!

E isso apesar de uma exposição a múltiplos cancerígenos presentes no meio ambiente, numa escala provavelmente pior do que no Ocidente.

Mas atenção, consumir o cúrcuma isoladamente, reduz em muito a eficácia do alimento. Essa raiz ilustra magnificamente o papel das grandes tradições culinárias.

Em Taiwan, os pesquisadores que tentaram tratar tumores com o cúrcuma em cápsulas perceberam que ele era extremamente mal absorvido. De fato, quando não é misturado à pimenta ou ao gengibre – como sempre esteve no curry – o cúrcuma não passa a barreira intestinal.

A pimenta multiplica por 2000 a absorção do cúrcuma pelo organismo. A sabedoria indiana, portanto, adiantou-se bastante em relação à ciência na descoberta das sinergias naturais entre os alimentos.

Uma dica para consumo diário do cúrcuma é acrescentar um pedaço da raiz aos sucos, juntamente com o gengibre.

Todo dia pela manhã preparo o meu suco revigorante favorito, carinhosamente apelidado de “levanta defunto (Couve, Cenoura, Beterraba, Laranja, Maçã, Gengibre, Cúrcuma).

curcuma-beneficios-alimento-anticancer-dascoisasquetenhoaprendido2

Também uso como tempero na salada a versão em pó, juntamente com pimenta do reino também em pó .

Além do câncer, existem inúmeros estudos que demonstram que essa poderosa raiz é responsável pela diminuição da inflamação.

E consequente é extremamente benéfica, em casos de artrite reumatoide, osteoartrite, Alzheimer, inflamação de vias respiratórias, diabetes, modulação da inflamação no tecido adiposo.

Fonte: livro ANTICÂNCER



Você sabia que os ALIMENTOS ALCALINOS são essenciais para a nossa Saúde?

ASSISTA AO VÍDEO e entenda porquê.

Dieta Alcalina-curcuma

 

 



12 Comentários


  1. olá , gostaria de saber se posso usar curcuma em pó pois em minha cidade ( Belém -Pa), não encontro para fazer esse suco.Obrigada !


  2. Eu também me curei do câncer de mama???


  3. Obrigado, suas dicas me ajudaram muito…
    Já salvei o site nos favoritos para acompanhar de pertinho hehe
    beijos

Página 1 de 3 Próximo →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *