Outubro Rosa com a Rede feminina de Combate ao Câncer- Corumbá MS

Na rede feminina de Combate ao Câncer o outubro é rosa. Mas se for preciso, todos os outros meses também!

Desculpe o trocadilho, mas todo mundo já está careca de saber que o Mês de outubro é Rosa. Esse é o mês das corridas e dos lacinhos cor de rosa…

Época de trocar a capa do Facebook e usar aplicativos Pink. Agora existem uma infinidades de corridas e caminhadas. Também podemos admirar os monumentos iluminados de rosa, Opções não faltam para aderirmos a essa Campanha Mundial.

Mas quem passou por um câncer sabe que a jornada para a cura não tem nada de rosa! E sinceramente,  às vezes me pergunto o quanto desse modismo é revertido, realmente, em solidariedade e  em conscientização.

Ainda bem que existem instituições que lutam pelos direitos do paciente , prestam assistência, conscientizam a população da importância do diagnóstico precoce em outubro, novembro, dezembro … E todos os meses do ano!

A Rede feminina de Combate ao câncer é uma delas. Já tive o prazer de palestrar na Ong da Paraíba em 2015. Essa foi a minha primeira palestra da vida!

Quer saber como foi ? Leia o meu Post: Como transformei a dor de ter um Câncer em Solidariedade.

Esse ano, tive o enorme prazer de ter sido convidada pela Presidente da Rede Feminina de Combate ao Câncer de Corumbá , Mato Grosso do Sul, para palestrar e dar uma Oficina de maquiagem lá. Esse foi o meu maior presente!

E os dias que passei na Rede feminina de Combate ao Câncer foram de muito aprendizado. Fiquei muito impactada com o trabalho que essas mulheres desenvolvem lá!

A Rede Feminina de Combate ao Câncer funciona em uma casa próxima ao Hospital da Cidade.

rede-feminina-de-combate-ao-cancer-outubro-rosa-cancer-mama-dascoisasquetenhoaprendido-1

Na casa, elas  prestam todo o tipo de atendimento às pacientes.  Pois o único hospital  público da cidade não  consegue atender  a todo mundo. Inclusive, fiquei chocada ao saber que o Oncologista do hospital também mora no Rio de Janeiro e atende às pacientes a cada 15 dias.

Nos outros dias, em caso de emergência, ou elas são atendidas por um clínico geral, ou têm que ir para o hospital de Campo Grande há mais de 400 quilômetros de distância.

É lá em Campo Grande também que essas pacientes fazem a radioterapia. Já que em Corumbá não possui nenhum aparelho de rádio. Infelizmente, essa é a dura realidade das pessoas que dependem da saúde pública no nosso país.

Algumas pacientes que conversei , moram no Pantanal e chegam a viajar quase duas horas de barco para  fazer a quimioterapia.

Mas no meio de toda essa dureza e dificuldade, existe uma casa cor de rosa, que recebe todas essas amigas de destino de braços abertos.  Com muito carinho e todo o respeito que elas merecem.

Na Rede feminina de Combate ao Câncer os pacientes têm acompanhamento psicológico, fisioterapia e recebem cesta básica também. Aliás, mais de 50 famílias são beneficiadas com o recebimento das cestas.

Alguns  também tomam café da manhã, almoçam e lancham na casa. A Luciana Cândia, a Presidente da Ong conhece e trata todos os pacientes pelo nome e acompanha a história de cada um deles de perto.

O mais incrível é que essa Ong não tem nenhum subsídio do governo ou de empresas privadas. E portanto, todas as voluntárias trabalham por amor à causa, em solidariedade aos mais necessitados.

E mais emocionante pra mim foi descobrir que muitas voluntárias foram pacientes que receberam da Rede Feminina de Combate ao Câncer todo apoio e carinho quando precisaram. E hoje elas retribuem dedicando-se a outras mulheres que vivem o mesmo drama.

Para custear todos os gastos da casa, que não são poucos, esses anjos em forma de mulheres, arregaçam as mangas e com muita criatividade desenvolvem várias atividades para angariar fundos:

A casa tem uma lojinha,  e, elas têm uma pequena confecção onde fazem as roupas para venderem na lojinha. Elas também  organizam bingo, fazem camisetas,etc.

A camiseta desse outubro rosa, foi vendida por  apenas R$ 5,00 + um kilo de alimento perecível.

Esse ano as voluntária da Rede Feminina de Combate ao Câncer produziram 2000 camisetas para a tradicional caminhada Rosa e todas elas foram vendidas rapidamente.

outubro-rosa-cancer-mama-dascoisasquetenhoaprendido-2

O tempo que fiquei na casa, presenciei pelo menos umas 20 pessoas desejando comprar a camiseta depois que elas já tinham acabado!

A caminhada aconteceu esse sábado e foi um sucesso!!!!

outubro-rosa-cancer-mama-dascoisasquetenhoaprendido-3 outubro-rosa-cancer-mama-dascoisasquetenhoaprendido-4 outubro-rosa-cancer-mama-dascoisasquetenhoaprendido-5

Fiquei muito feliz em poder ter colaborado com um pouco do meu trabalho para uma obra tão bonita!

Para participar  da minha palestra “O que a minha careca me ensinou sobre o câncer” era necessário levar uma caixa de leite.

E no dia seguinte, eu fiz uma Oficina de maquiagem com pacientes, cuidadoras e voluntárias da Rede Feminina de Combate ao Câncer- Corumbá.

rede-feminina-de-combate-ao-cancer-outubro-rosa-cancer-mama-dascoisasquetenhoaprendido-4 rede-feminina-de-combate-ao-cancer-outubro-rosa-cancer-mama-dascoisasquetenhoaprendido-5 rede-feminina-de-combate-ao-cancer-outubro-rosa-cancer-mama-dascoisasquetenhoaprendido-6

Rede feminina de Combate ao Câncer - outubro rosa Rede feminina de Combate ao Câncer - outubro rosa Rede feminina de Combate ao Câncer - outubro rosa

Conheça mais a Rede Feminina de Corumbá, clicando aqui:

https://www.redefemininacorumba.com.br/

Se você, assim como eu, se apaixonou por esse belo trabalho e deseja colaborar de alguma forma, entre em contato pelo email: redefemininacorumba@hotmail.com ou por telefone (67)3231-3057

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *