Guardar mágoa dá Câncer ?

Afinal de contas, será que guardar mágoa dá Câncer?

Me lembro que assim que fui diagnosticada, a primeira pergunta que fiz para o médico foi:

“Câncer é uma doença da alma?”

Não entendia como uma pessoa jovem, que não tinha casos de câncer na família, sempre praticou esportes, cuidava da alimentação (pelo menos eu pensava dessa forma na época), nunca fumou e bebia raramente, poderia ter sido acometida por uma doença dessas!

Diante da minha arrogância de ser saudável e total desconhecimento a respeito do Câncer, imaginava que essa doença era coisa de pessoas idosas e gente amargurada com a vida.

Não entendia porque justamente eu havia sido diagnosticada com câncer… Logo eu, que sempre fui tão positiva!

Apesar de ainda ser contestado por alguns cientistas- inclusive psiquiatras que se especializam em psicologia do câncer- A questão do stress e do câncer e o quanto os fatores psicológicos têm um efeito inquestionável na progressão dos tumores.

Estudos mostram que uma grande porção de mulheres com câncer está convencida que sua doença é a consequência um estresse que não souberam administrar :

Um aborto, um divórcio, doença de um filho, falecimento de um ente querido, perda de um emprego ao qual eram apegadas.

Em que devemos acreditar?

Podemos mesmo “nos fazer ter um câncer?”

Muitas pessoas acreditam que o câncer é magoa acumulada!

E hoje eu consigo entender porque recebi tantos conselhos para eu liberar perdão depois que fui diagnosticada.

Embora, eu tenha absoluta certeza de que esses conselhos tivessem vindo de pessoas bem intencionadas…

Mágoa dá câncer- das coisas que tenho aprendido

Eu também percebo o quanto era preconceituoso, porque dá a entender que o câncer é doença de gente rancorosa e que de certa forma eu era culpada pela minha doença.

Se você acredita nisso, eu te pergunto: Uma criança com Câncer guarda mágoa de quem?

O fato é que associar o Câncer a mágoas e ressentimentos, muitas vezes gera ainda mais culpa no paciente!

E isso acaba virando uma tortura psicológica a mais na vida de quem já tem que se preocupar com tantas outras coisas…

Como por exemplo, quais suas chances reais de cura, como lidar com os efeitos colaterais do tratamento e administrar a sua nova rotina e identidade de paciente

Como por exemplo, quais suas chances reais de cura, como lidar com os efeitos colaterais do tratamento e administrar a sua nova rotina e identidade de paciente oncológico.

Inclusive já fiz um vídeo no meu canal sobre esse assunto:

Câncer é Mágoa acumulada?

 

É claro que o nosso emocional tem um impacto direto na nossa saúde. Existe inclusive,  uma série de estudos científicos que comprovam isso.

No livro “cura Quântica”,  Dr. Deepak Chopra cita um interessante estudo com as moléculas de lágrimas de alegria e de tristeza, e pasmem: Elas são totalmente diferentes!

Ou seja, estamos mudando a biologia do nosso corpo a toda hora de acordo com nossos pensamentos e sentimentos.

Daí, a importância de alimentarmos pensamentos mais positivos e nos livrarmos de  certas toxinas emocionais.

Pesquisas, inclusive,  já comprovaram que mulheres em estados depressivos tinham um sistema imunológico menos eficiente.

Mas daí, acreditarmos que eu tive um problema sério e eu fiz um câncer. Ou esse problema me causou um câncer, é simplista demais!

Não foi porque alguém me decepcionou hoje que amanhã eu vou ter um câncer. Essa mágoa fez nascer um câncer. Mágoa não vira câncer!

E stress emocional quer dizer decepção, tristeza, sentimento de impotência, provação.
O que adoece não é o stress do dia a dia e sim o sentimento constante de impotência.

Quando a gente se viu confrontada com situações aparentemente sem solução. Quando você não enxerga uma luz no fim do túnel. Sabe aquela situação que você vem empurrando há anos com a barriga?

Mágoa dá câncer- das coisas que tenho aprendido

A maioria dos pacientes de câncer que eu conheci, se lembra de uma fase especial de estresse nos meses anteriores ou nos anos que precederam o diagnóstico.

Mas não é um stress qualquer…

É uma provação que nos deixou com sentimento terrível de impotência. Muitas de nós nos vimos confrontadas com um conflito crônico que parecia sem solução ou com obrigações tão pesadas que provocavam uma sensação de asfixia.

O sentimento de impotência alimenta o câncer.

Mas a primeira coisa que devemos saber é que , em geral é preciso de 5 a 40 anos pra que uma célula defeituosa, se torne um tumor cancerígeno detectável.

Não se conhece nenhum fator psicológico capaz de fabricar essas células defeituosas. Ou seja, nada nos permite afirmar que o trauma psicológico seja capaz de fabricar células cancerígenas.

O Câncer é uma doença multifatorial, ou seja, é uma doença degenerativa causada por vários fatores…

O que acontece é que assim como o sedentarismo, stress, má alimentação, alguns sentimentos podem influenciar profundamente nosso organismo e sistema imunológico.

E aí sim, se a gente tem essa “célula defeituosa”, esse stress emocional enfraquece o nosso sistema imunológico, atrapalhando o bom funcionamento do nosso organismo, que não consegue impedir o crescimento dessas células cancerígenas.

Só um parenteses:

Nosso corpo fabrica diariamente trilhões de células e é natural que uma ou outra célula sai com um defeitinho de fabricação. Ou seja TODO MUNDO tem células cancerígenas no corpo.

Mas o nosso corpo é inteligente e equipado para eliminar essas células. Portanto, a diferença entre uma pessoa saudável e um paciente oncológico é o sistema imunológico.

Nós, que tivemos câncer, temos um sistema imunológico que em algum momento da nossa vida, por uma série de razões foi ineficiente.

Então, assim como a alimentação e o sedentarismo, certos stress psicológicos podem influenciar profundamente o terreno no qual o “grão ruim” se desenvolve.

Por isso, é importante nutrirmos sentimentos mais positivos. A nossa saúde física é reflexo da nossa saúde mental e emocional!

Pensa aqui comigo: Sentir Mágoa, ressentimento, quando a gente não consegue perdoar, é como se a gente estivesse velando um caixão vazio, porque o defunto já foi enterrado há muito tempo!

Mágoa dá câncer- das coisas que tenho aprendido

A gente continua a reviver aquela situação que já passou, que não existe mais, e muitas vezes aconteceu há anos atrás.

Muitas vezes o defunto já se decompôs, já nem existe mais, mas a gente continua chorando em cima do caixão vazio, e revivendo toda aquela história como se o defunto tivesse acabado de morrer.

Só que, seja qual for a situação que tenha te magoado, ela já passou, não existe mais!

A única coisa que existe é a sua cabeça, são os seus pensamentos insistindo em te fazer sofrer…

Porque quem te machucou, te traiu, nos ofendeu, já fez isso no passado e essa pessoa hoje tá seguindo a vida dela. E só você continua presa nessa situação.

Agora que você já tomou consciência do quanto o nosso emocional influencia no nosso corpo físico, é importante tomarmos consciência da qualidade dos nossos pensamentos e emoções.

Dessa forma, conseguiremos curar essas feridas emocionais que drenam a nossa saúde.  Agora, você deve estar se perguntando:

Paty, como eu faço pra curar minhas feridas emocionais, especialmente mágoas que eu tenho e não consigo virar essa página na minha vida?

 

Tá aí uma coisa que não ensinam pra gente na escola, faculdade, em lugar nenhum… Esse é um exercício para a vida que você precisa praticar, e o primeiro grande passo em direção ao perdão é decidir perdoar…

Mágoa dá Câncer?

 5 razões pra você decidir perdoar :

1)Nós somos as maiores prejudicadas!

Mágoa dá câncer- das coisas que tenho aprendido

Quando a gente fica remoendo essas mágoas, estamos trazendo esse lixo emocional pra dentro da gente. Ressentir quer dizer: Sentir novamente. Já parou pra pensar nisso?

Tem uma frase fantástica do Shakespeare  que diz :

” guardar ressentimento é tomar veneno e querer que o outro morra.”

2) Você quer ter razão ou ser feliz?

Mágoa dá câncer- das coisas que tenho aprendido

Perdoar não é uma questão da pessoa ou de você estar certa ou errada. É uma questão de inteligência. Você quer ter razão ou quer ser feliz?

Sempre que se ver pensando em como a outra pessoa ou a situação foi injusta com você se pergunte: Eu quero ter razão ou ser feliz?

Quando você perdoa você não está dizendo que a pessoa está certa. Você está apenas aceitando o que aconteceu e está liberando essas toxinas emocionais de dentro de você.

4) Tire esse peso de cima de você…

Mágoa dá câncer- das coisas que tenho aprendido

Perdoar também não é esquecer. Esquecer é amnésia. Perdoar é parar de se lembrar com sofrimento. É você até lembrar do que aconteceu, mas sem nenhum sentimento de tristeza, de dor, de raiva. É se lembrar sem peso.

E a sensação é de que estamos tirando das costas uma mochila pesada que não precisamos carregar!

4)  Você está sofrendo por algo que não existe mais…

Mágoa dá câncer- das coisas que tenho aprendido

Quando a gente revive o que nos magoou o tempo todo, o nosso corpo acredita que aquilo que está só no nosso pensamento é real . E sofre como se tudo aquilo estivesse acontecendo de verdade.

Então, muitas vezes nós sofremos inúmeras vezes por conta de algo que aconteceu no passado uma única vez, mas a gente sofre várias e varias vezes, e por anos.

E aí, eu te pergunto quem está sendo mais cruel a pessoa que nos magoou, uma única vez, ou você que fica ruminando isso dentro de você sem parar?

Você está alimentando um falso sentimento de algo que não existe mais…

5) Se dê a oportunidade de voltar a ser feliz !

Mágoa dá câncer- das coisas que tenho aprendido

Ninguém nos magoa sem o nosso consentimento.  Você está triste, magoada, ressentida porque decidiu aceitar esse sentimento dentro de você… Simples assim! E quando você descobre isso, você entende que a sua felicidade depende unica e exclusivamente de você!

Por tudo isso, eu te incentivo sim a liberar perdão, a pedir perdão se for o caso e especialmente, a se perdoar!

Não porque a sua cura depende disso, ou porque isso te adoeceu, mas porque a vida fica muito mais leve e bonita de se viver! E sim, a nossa saúde agradece!

Se você entendeu a importância de tudo o que escrevi e acredita que o emocional influencia na nossa saúde física.

Mas  desde que recebeu o diagnóstico não está conseguindo retomar seu equilíbrio emocional.

Não consegue deixar ir as mágoas e ressentimentos do passado…

Eu te convido a conhecer o Programa “Estou com Câncer, e agora?” e se dar a chance de curar as suas feridas emocionais.

No terceiro Módulo do Programa, que se chama: Alcançando um Estado de Espírito Anticâncer, eu vou te ajudar a retomar o seu equilíbrio emocional para que você consiga reconstruir a sua vida daqui pra frente.

Porque não há nada que diga que você será infeliz ou terá uma vida limitada pelo resto da sua vida porque um dia teve Câncer.

CLIQUE AQUI  para assistir ao Vídeo onde explico como o Programa funciona  e conhecer todos os detalhes do Programa.

Estou com câncer, e agora

 

18 Comentários


  1. Oi. MARAVILHOSA Explicação! PARABÉNS! Que Deus continue te iluminando sempre! Nossas.


  2. Sempre leio suas publicações e confesso acho ótimas. Minha mãe tem câncer de intestino, las colocamos nas mãos de Deus o resto ele fará.
    Bjsss linda.


  3. Oi minha querida,
    Nesse momento tente focar em você, no seu tratamento. Infelizmente, você aceitar ou não, não vai mudar a situação. Apenas, vai te fazer ainda mais mal. Beijão!


  4. Sem duvida no meu caso foi falta de perdão sim…minha historia de traição
    me levou quase a loucura muita mágoa,doí muitooo até hoje .


  5. Gostei de seus esclarecimentos.Como evitar essa cituacao que vivo,uma única filha se casa depois separa e se envolver com outras mulheres como fica eu como mãe somos católico eu não aceito essa cituacao as duas são mulheres com filhos como passar os dias sem ter vergonha e dor minha filha me despreza quase não a vejo.para ela eu ha morri.como fica meu organismo nesse caso.

Página 1 de 4 Próximo →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *