10 Surpreendentes Alimentos para aumentar a imunidade durante e após a Quimioterapia

Já estava devendo há algum tempo, esse Artigo com dicas para aumentar a imunidade durante e após a Quimioterapia há algum tempo.

Mas agora que o inverno está chegando, até mesmo eu, que já terminei meu tratamento há quase dois anos.

E desde então, adotei a Dieta Alcalina .  

Ainda assim, tenho tido constantes resfriados e crises alérgicas.

Então, decidi pesquisar alguns alimentos que poderiam ajudar a subir a minha imunidade.

Além daqueles que todo mundo conhece, como por exemplo, as frutas cítricas, especialmente, laranja, acerola e limão e as crucíferas (folhas verdes escuras, como a couve,espinafre,etc)

Mesmo eu que vivo me informando sobre alimentação saudável, me surpreendi com alguns alimentos para aumentar a imunidade durante e após a quimioterapia.

E portanto, esses 10 alimentos devem estar na mesa de todos que desejam ter uma vida saudável e livre de doenças:

1. Alho

Alimentos para aumentar a imunidade durante e após a Quimioterapia

O alho contém vitaminas A e C, nutrientes com papel fundamental no bom funcionamento do sistema imunológico e suas deficiências estão relacionadas ao aumento de doenças infecciosas.

Por isso, o alho é considerado um ótimo aliado na prevenção de gripes e resfriados.

Estudos indicam que o seu consumo pode aumentar a função imune das células, sendo responsável, em parte, pela redução da intensidade dos sintomas relacionados a estas doenças.

Além da vitamina C, o alho contém boas quantidades de outros elementos antioxidantes como selênio, alicina e quercetina, que ajudam na proteção dos danos relacionados aos radicais livres, substâncias produzidas pelo corpo que podem ser prejudiciais, pois são associadas ao envelhecimento e à inflamação.

Importante: Quando o alho é cozido ou frito perde praticamente todas as suas propriedades. Portanto, para nos beneficiarmos ao máximo das propriedades desse alimento, devemos consumi-lo cru! Quem se habilita?

Vou experimentar umas receitinhas de patê e pastinhas com alho cru e futuramente posto aqui pra vocês.

2. Cebola

Alimentos para aumentar a imunidade durante e após a Quimioterapia

A quercitina presente na cebola é um potencializador da função imune, prevenindo doenças virais e alérgicas.

Além disso, essa hortaliça ainda esconde entre seus anéis carnosos uma preciosidade que atende pelo nome de frutooligossacarídeos (FOS).

O que torna tais substâncias especiais é que conseguem a proeza de passar incólumes em grande parte do trato digestivo, e chegam quase intactas ao intestino grosso, onde são fermentadas.

Essa atuação promove a multiplicação das bactérias benéficas que povoam a região: O efeito prebiótico.

Entre as vantagens dessa proliferação está a melhora da imunidade e uma maior absorção de nutrientes como o cálcio.

Dica:
Uma tática para não derramar um rio de lágrimas na cozinha é mergulhar a cebola inteira em água com gelo por 40 minutos antes da manipulação. Isso desacelera a reação química que acontece quando o vegetal é picado.

3. Lichia

Alimentos para aumentar a imunidade durante e após a Quimioterapia

Ótima fonte de vitamina C, essa frutinha de origem chinesa estimula o sistema imunológico, melhora a absorção de ferro pelo intestino e aumenta a resistência contra infecções.

A lichia também é rica em potássio e vitaminas do complexo B contribuindo para o processo de contração muscular.

A lichia é rica em antioxidantes que ajudam preservar a memória , fortalecer unhas e cabelos e combater o envelhecimento.

Atenção meninas que já terminaram o tratamento e estão ansiosas para ver as madeixas de volta!

Para aproveitar todos os benefícios dessa frutinha, recomenda-se o consumo de uma porção (cerca de 100 gramas) por dia.

DICA: Chá de lichia
O pericarpo (casca) da lichia contêm compostos fenólicos, antocianinas que são os principais polifenóis.

As antocianinas desempenham uma função farmacológica importante contra várias doenças, como doenças cardiovasculares, câncer, inflamações e alergias.

Por isso, o chá das cascas da lichia também é grande aliado da saúde.

4. Gengibre

Alimentos para aumentar a imunidade durante e após a Quimioterapia

Já sabia que o gengibre é excelente para amenizar os enjoos tão frequentes quando fazemos quimioterapia e também tinha conhecimento do seu efeito termogênico ( acelerador de metabolismo e emagrecedor) .

Por isso, incorporei essa raíz na minha dieta desde que fazia quimioterapia.

Inclusive já escrevi sobre o gengibre antes aqui no blog: Gengibre, poderoso anti-inflamatório e emagrecedor.

Só que o gengibre também auxilia nas defesa do organismo porque possui importante ação bactericida, além de boas doses de vitamina B6 e C.

Pode ser adicionado no suco (1 colher de sopa de gengibre ralado), eu coloco sempre no meu suco Levanta Defunto.

Pra quem ainda não tem a receita, clique aqui: Suco verde para imunidade Levanta Defunto

Também adoro tomar limonada com hortelã, salsa e gengibre.

E quando está frio, também gosto de fazer fazer chá (2 colheres de sopa de gengibre fresco para 1 litro de água).

5. Cogumelo shitake

Alimentos para aumentar a imunidade durante e após a Quimioterapia

Shiitake, cujo nome científico é Lentinula edodes, é um cogumelo comestível nativo do leste da Ásia.

A espécie é o segundo cogumelo comestível mais consumido no mundo. Seu nome de origem japonesa significa shii (uma árvore parecida com carvalho) e take (cogumelo).

É um fungo aeróbio, decompositor da madeira e encontrado naturalmente nas florestas asiáticas, onde se desenvolve sobre árvores mortas.

Utilizado em larga escala na comida japonesa, tem sido cada vez mais prescrito, graças aos seus aminoácidos e função imunoprotetora.

Esse cogumelo é um verdadeiro quartel-general graças ao composto lentinan. Ele faz o organismo liberar um número maior de células killers (matadoras) :uma espécie de soldado de elite.

Ao shiitake se atribui propriedades estimulantes das defesas imunológicas do corpo, principalmente contra agentes bacterianos e virais.

Também estão associadas propriedades hepatoprotetoras (proteção do fígado), de diminuição do colesterol e de combate à cárie dentária e à arteriosclerose.

O cogumelo shiitake, juntamente com reishi e miitake, está inserido entre os “cogumelos que curam” em um livro  (Healing Mushrooms) escrito por Georges Halpern, um cientista envolvido em pesquisas sobre as propriedades curativas de cogumelos.

Segundo autor, este grupo de fungos são capazes de ajudar o corpo a agir contra o câncer, inflamações e bactérias.

Os ‘cogumelos da saúde’ também ajudariam a controlar os sintomas da doença de Alzheimer e a contribuir para a saúde da flora intestinal.

Pesquisas científicas mostram que a ingestão regular de shitake pode melhorar a imunidade de portadores do HIV e de pacientes com câncer. O ideal é consumi-lo pelo menos uma vez por semana.

(Atenção: Se você estiver em tratamento de quimioterapia procure orientação profissional antes de consumi-los. A nutricionista que me acompanhou não permitiu que eu consumisse champignon, nem nenhum tipo de cogumelos, enquanto estava fazendo quimio)

Está gostando do Artigo?


Inscreva o seu email e receba em primeira mão conteúdos e atualizações do meu blog.

6. Castanha-do-Pará

Alimentos para aumentar a imunidade durante e após a Quimioterapia

As oleaginosas oferecem inúmeras propriedades nutritivas, pois são ricas em muitos nutrientes, sendo fonte de proteínas vegetais, de gordura monoinsaturada, gordura poliinsaturada, fibra alimentar, vitaminas antioxidantes (como o selênio), minerais (essenciais para a imunidade) e fitoquímicos.

Entre os fitoquímicos, os fitoesteróis presentes nas oleaginosas ajudam a prevenir câncer e as doenças cardiovascular.

A castanha-do-Pará é rica em selênio, poderoso antioxidante no combate aos radicais livres, que também turbina o sistema imunológico.

Mas atenção que esses alimentos são extremamente calóricos! Consumir uma ou duas por dia é suficiente para suprir as necessidades diárias de selênio.

7. Batata yacon

Alimentos para aumentar a imunidade durante e após a Quimioterapia

Confesso que até então nunca havia ouvido falar dessa qualidade de batata!
Mas nas minhas pesquisas descobri que a batata Yacon é um tubérculo de origem Andina, porém podemos encontrá-la com facilidade no Brasil.

Ela tem a textura macia e é levemente adocicada. Seu gosto lembra o sabor da pêra e do melão. ( pelo menos é o que dizem. Quem já experimentou, coloca aí nos comentários que eu quero saber).

O formato dela é parecido com o da batata doce.

A Batata Yacon pode ser considerada um alimento funcional pelo seu alto teor de Frutooligossacarídeos (FOS) e inulina.

Estes não são digeríveis pelo aparelho digestivo, tendo o mesmo efeito de fibra alimentar. Por este motivo pode ser utilizada por pacientes com diabetes do tipo 2, pois podem ajudar no controle da glicemia.

Os carboidratos simples são digeridos e absorvidos rapidamente, produzindo um aumento súbito da taxa de glicose no sangue e gerando picos de insulina. O que para pacientes oncológicos também é péssimo!

Já o efeito do carboidrato presente na batata yacon é o contrário. Devido ao tamanho de sua molécula são digeridos e absorvidos lentamente, ocasionando aumento pequeno e gradual da glicemia. OBA!

Além de ser eficaz para os diabéticos, os seus benefícios para a saúde do organismo podem ser vários:

Baixa caloria, sensação de saciedade, aumento da imunidade, regulação do intestino, redução do colesterol e ácido graxos no sangue, aumento da absorção de minerais como cálcio, magnésio e ferro e é rica em potássio.

8. Orégano

Alimentos para aumentar a imunidade durante e após a Quimioterapia

Testes demonstraram que ele é ideal contra intoxicações alimentares. Além de matar micróbios na comida, o tempero contém carvacrol, que ativa as defesas.

Mas os benefícios desaparecem se você o cozinha. Deixe para salpicá-lo no prato depois de pronto.

A capacidade antioxidante do orégano é de 3 a 20 vezes maior do que qualquer outra erva, 12 vezes maior que da laranja e 42 vezes maior do que da maçã.

Estudos têm mostrado que o carvacrol, um antioxidante fenol encontrado no orégão, tem uma atividade anti-inflamatória e antimicrobiana potente quando aplicado a alimentos ou tomado em forma de suplemento.

O orégano também contém ácido rosmarínico, que tem propriedades que combatem o câncer.

Uma pesquisa recente mostrou que o orégano é significativamente melhor do que todos os 18 antibióticos atualmente utilizados no tratamento de infecções por estafilococos MRSA.

Os fortes antioxidantes fenólicos destroem bactérias patogênicas, vírus e leveduras.

9.pólen

Alimentos para aumentar a imunidade durante e após a Quimioterapia

O pólen é um super alimento, largamente consumido pela medicina oriental e tem ganhado espaço também na Europa.

Isso porque ele apresenta uma riqueza de nutrientes (cerca de 22) a destacar a grande quantidade de aminoácidos presentes, cerca de 20% da sua composição, além de várias vitaminas e minerais, tais como vitaminas do complexo B (B1, B2, B3, B6, ácido fólico, B12), vitamina A, rutina, cálcio, cobre, magnésio e manganês.

Por sua riqueza nutricional, o pólen exerce diversas funções, como aumento da imunidade por estimular a produção de linfócitos (as nossas células de defesa), ajudando no combate a certos tipos de câncer.

O pólen também fortalece os vasos capilares.  Isso principalmente devido à presença de rutina em sua composição.

Possui também efeito antioxidante e antibiótico. Por isso, é muito utilizado na área da estética com a função de retardar o envelhecimento.

Há também a utilização do pólen no controle do peso.  Isso se dá pelo equilíbrio nutricional que este alimento proporciona.

Sendo assim,  corrige os processos metabólicos que estão desbalanceados na grande maioria das pessoas com problemas de peso.

O pólen também é utilizado como revigorante, porque as vitaminas do complexo B participam de vários processos metabólicos que têm a finalidade de gerar energia ao nosso corpo.

Além de tudo isso, o pólen é rico no aminoácido triptofano, essencial para a formação da serotonina, responsável pelo bom humor e bem estar.

Ele pode ser consumido diretamente ou adicionado a sucos, vitaminas, saladas, incorporado no preparado de diversos alimentos e também consumido puro.

10. Repolho

Alimentos para aumentar a imunidade durante e após a Quimioterapia

As substâncias ativas do repolho roxo fazem dele um alimento com propriedades muito interessantes para o bom funcionamento do organismo como:

Propriedade antioxidante, que combate os radicais livres prevenindo doenças relacionadas com o processo oxidativo do corpo, e propriedade imunoestimulante, que como o próprio nome diz, estimula o sistema imunológico deixando-o mais resistente a doenças e inflamações.

Contribui para o bom funcionamento do sistema digestivo (gastrointestinal), saúde da pele, ossos, combatendo o envelhecimento precoce e úlceras.

Seu consumo é associado, ainda, à prevenção de doenças degenerativas e alguns tipos de câncer.

Também já escrevi sobre o repolho antes: Os surpreendentes benefícios do repolho



dieta alcalina

Você sabia que os ALIMENTOS ALCALINOS são essenciais para a nossa saúde?

Conheça o meu Livro Digital “Minha Dieta AntiCâncer – Alimentos Alcalinos” e descubra como equilibrar o seu corpo e manter as DOENÇAS LONGE de você!

Basta clicar AGORA no botão verde Abaixo

setabotao



18 Comentários


  1. Obrigado amiga mais já faço usu dessa dieta orientada pela minha nutricionista

Página 1 de 4 Próximo →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *