8 Comentários


  1. Obrigada querida! Quanto à mamografia, só fiz a minha primeira depois que notei o tumor, pois ainda não tinha idade para fazê-la quando detectei o suposto nódulo na minha mama. Beijo no seu coração!


  2. Faço o papanicolau sempre que a minha médica de família solicita. Ano passado também fiz, pela primeira vez a colonoscopia, pois na altura, com 51 anos, em exames de rotina, uma das amostras da “pesquisa de sangue nas fezes” deu positiva. O único desconforto que senti na colonoscopia foi a preparação, pois é uma noite inteira de idas ao banheiro rsrs. O exame em si não se sente nada, pois é com sedação. Eu concordo 100% sobre a afirmação de que a detecção precoce maximiza as chances de cura, sem dúvida! Quanto à mamografia, a primeira vez que fiz fiquei muito intrigada e me perguntando se aquele aperto no peito com radiação em cima não poderia ser prejudicial ao longo do tempo. Também nunca entendi por que um exame que não é completo, pois ele não pega todos os quadrantes da mama, dá tantos falsos positivos e tantos falsos negativos, continua a ser o queridinho dos programas de Saúde preventiva? Não, Patrícia, eu não li boatos na internet, eu pesquisei artigos científicos publicados a partir da observação dos últimos 25 anos de uso frequente da mamografia nas mulheres. Descobri que existem outros exames mais eficazes e totalmente inócuos à nossa saúde, para detectar precocemente um câncer de mama, porém essa lavagem cerebral que os Governos e os Programas de Saúde Preventiva fizeram na população mundial, com relação à mamografia, impede que as pessoas ao menos se questionem do porquê de certas coisas. E sei que o seu aconselhamento é porque você também acredita que essa é a melhor alternativa. Por isso, assumo sem qualquer constrangimento, que nem eu ou qualquer mulher da minha família (parentes de primeiro grau) faremos mais nenhuma mamografia. Você nunca se perguntou se o seu câncer evoluiu dessa maneira, justamente por causa da mamografia? Você é uma grande vencedora, Patrícia, nessa guerra contra o câncer, mas não creio que seja por causa da mamografia ou da quimioterapia, e sim por motivos muito maiores, como ter cuidado do seu emocional, que é um dos melhores tratamentos, associado à alimentação alcalina e descoberto o seu propósito de vida, que é ajudar as pessoas que sofrem com essa doença. Ter conseguido tudo isso, na condição que se encontrava, depois de ter-se submetido aos tratamentos a que se submeteu, é de tirar o chapéu! O seu trabalho é simplesmente MARAVILHOSO!

  3. Ismail Rosa

    Bom dia gostei muito do sei artigo,mas em relação aos exames o único que é feito w orientação é para prevenção do câncer de mama,para os outros tipos de cancer não existe nem orientação pelo SUS , e na rede particular oa exames são solicitados quando o médico é um profissional atencioso. Minha ginecologista solicitou exames de sangue os CA, acho muito importante maa na rede pública eles não fazem essa prevenção. O que podemos fazer para mudar essa situação?

Página 1 de 2 Próximo →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *