5 Maiores Mitos sobre o Câncer que te deixam refém da doença

Hoje quero falar dos Maiores Mitos sobre o Câncer que, quando a gente acredita que é verdade, acaba se tornando eterno refém da doença.

Mitos sobre o Câncer que te deixam refém da doença

Infelizmente, Câncer ainda é tabu para a maioria das pessoas.

E a falta de conhecimento e informação (de qualidade) faz com que muitos pacientes oncológicos e familiares sintam-se ainda mais perdidos…

Acredito que precisamos questionar alguns conceitos que a “sabedoria” popular dissemina sobre o Câncer.

Porque muitas crenças errôneas e limitantes que alimentamos a cerca da doença, irão determinar nosso destino.

Pode ser que a minha colocação soe fatalista demais, mas penso exatamente dessa forma:

Se você acreditar que o Câncer foi uma grande injustiça que aconteceu na sua vida e que você está eternamente fadado a uma vida limitada e menor porque teve Câncer…

Ou

Se você acreditar que o Câncer pode ser uma oportunidade que Deus, o Universo, ou o que você acreditar, está de dando de dar uma virada na vida pra melhor… 

De qualquer forma, você estará certo!

E, consequentemente, colherá os frutos das suas crenças.

Frequentemente, recebo pedido de ajuda de pessoas recém diagnosticadas.

E é perfeitamente normal, a gente se sente perdida mesmo, quando somos inseridas nesse novo universo, diante de tantas decisões que precisamos tomar.

Se esse é o seu caso, eu criei criei um Programa pensando em tudo o que eu gostaria de ter sabido assim que fui diagnosticada, você pode saber mais, clicando aqui.

Porém, surpreendentemente, cada dia mais, tenho sido procurada por pessoas que já terminaram o tratamento, mas ainda se sentem reféns do Câncer.

Elas não entendem porque  justamente depois que passou a fase mais crítica de quimioterapias, radioterapias e cirurgias, elas não conseguem se sentir bem consigo mesmas e felizes.

Não conseguem retomar à vida,  têm a sensação de não fazer mais parte daquele mundo.

Sentem-se ainda mais perdidas que quando receberam o diagnóstico e não conseguem encontrar o seu lugar.

E isso acontece  porque sempre que há uma dissonância cognitiva.

Ou seja, quando as coisas não fazem sentido pra gente. A gente sofre…

Além do mais, o Câncer esfrega na nossa cara o quanto a vida é frágil e nós, transitórios…

Diante do diagnóstico, sentimos o bafo da morte no nosso cangote. E isso é assustador. Mas também pode ser emponderador!

Quando paramos de fingir que viveremos eternamente, conseguimos enxergar o que de fato é importante e tem valor com mais clareza.

Os problemas tomam a proporção que eles de fato têm.

Passamos a valorizar as pessoas  ao invés de coisas.

Entendemos que SER é muito mais valioso que TER.

Enfim, a proximidade da morte muda muito os nossos valores e gera clareza para as coisas que realmente importam.

E depois que vemos essa verdade… Não tem como “desver”!

Não dá para voltar à vida de antes em modo zumbi.

Não dá para fingir que não sabemos que a vida é breve e tentarmos voltar a viver no piloto automático.

Não somos  mais a mesma pessoa! É natural que nossa vida também não seja a mesma.

Nos meus atendimentos de coaching individuais e em grupo, percebo que na maioria das vezes, esse sentimento de “não mais pertencer”.

Esse vazio, esse sentimento de falta de propósito e, eterno Medo do Câncer, está relacionado à crenças limitantes que meus clientes alimentam a respeito da doença.

Quando eles pretendem que as suas expectativas se tornem reais, exigem que a realidade se adéque àquilo que eles pensam que deveria ser, mas isso não acontece, então eles entram em dissonância cognitiva e numa sensação de desconforto e de mal-estar.

Resumo da ópera: “Sofrência” na certa!

Para que isso não aconteça é fundamental que você saiba mais sobre o seu diagnóstico. Mas principalmente, reconheça quem é essa nova pessoa que está nascendo junto com o Câncer.

Por isso, que sou uma defensora ferrenha do Autoconhecimento.

E para te ajudar nesse caminho, quero de ajudar a quebrar algumas crenças que podem atrapalhar a sua jornada evolutiva.

Se prepara, que vamos quebrar tudo! Hehe!

:)))))

5 Maiores Mitos sobre o Câncer que te deixam refém da doença

MITOS SOBRE O CÂNCER N.1: Câncer é castigo

Mitos sobre o Câncer que te deixam refém da doença

Pelo amor de Deus!

Eu não sei qual a sua crenças, mas certamente o meu Deus não é um velho barbudo que sai por aí jogando raios na bunda de quem não é bonzinho.

A gente escuta muitos comentários idiotas por aí…

Você pode ler os TOP 10 comentários mais idiotas que eu escutei após o meu diagnóstico, clicando aqui.

Coisas do tipo: ” O que você fez para merecer isso? “ ( Como se alguém merecesse, né?)

É claro que quem pensa assim, está tentando te consolar. Mas de certa forma, essas pessoas acreditam que :

Ou você aprontou muito e agora Deus está fazendo justiça, portanto você precisa perdoar, tem que liberar perdão pra se curar…

Sim, minha gente, infelizmente o câncer ainda está associado a castigo. A doença de gente amargurada com a vida, gentinha rancorosa que não sabe perdoar!

Eu mesma, diante de uma recusa a uma sessão de Reiki, escutei da pessoa que gentilmente me ofereceu esse presente: “Depois não sabe porque teve um Câncer…”

Ou ainda tem aquelas pessoas que sabem mais que Deus. E com toda certeza, afirmam que é uma injustiça o que te aconteceu, você não merecia isso! Deus errou feio com você!

E se de alguma forma, você acredita ou já pensou que o seu diagnóstico é uma injustiça, eu quero compartilhar com você um trecho do livro PROPÓSITO de Sri Prem Baba:

Não importa se é um Câncer, uma dor de estômago ou uma acne… Se existe uma crise agora, é porque alguma coisa já estava errada muito antes de ela se manifestar. 

Até o momento em que a crise vem à tona, tudo parece estar bem, tudo parece estar ¨normal¨. 

Até que os sintomas surjam, você aparenta estar saudável. Mas a verdade é que a doença ( que também é uma forma de crise) já estava em processo de instalação em seu sistema por muito tempo. 

Portanto, crise é apenas uma eclosão, a exposição de algo que estava submerso, mas que vinha se fortalecendo por maus hábitos, condicionamentos e comportamentos contaminados pelo medo. 

Olhando por esse ângulo, a crise é uma benção, pois, se examinarmos o que está por trás dos sintomas, teremos a chance de reconhecer e tratar a doença em sua origem. Portanto, ela é uma oportunidade de cura e crescimento.

A lei da evolução constante é uma lei universal.

Haja o que houver, o Universo quer que sigamos evoluindo.

Então, pare de enxergar Deus como um cara que está tentando ferrar a sua vida…

Se Deus é Amor. E Ele é, quem sabe, talvez, essa não seja a maior oportunidade que você está tendo de reavaliar a sua vida, mudar a sua trajetória e crescer…

 

MITOS SOBRE O CÂNCER N 2.: Câncer é azar

Mitos sobre o Câncer que te deixam refém da doença

Nem tanto ao Céu. Nem tanto à terra, né gente?

A maioria dos pacientes oncológicos, sentem algum tipo de culpa diante do seu diagnóstico. E isso não faz bem e não é real.

Mas tem uma parcela de pessoas que acreditam que câncer é azar… E essa crença é fundamentada inclusive por estudos científicos:

Pesquisa diz que “Má sorte” é causa de Câncer.

Eu acredito em um mundo de causa e efeitos, onde nada acontece por acaso. E tudo, absolutamente tudo, tem um porquê, mesmo que não entendamos.

Acho muito ruim essa crença de que ter câncer está relacionado à falta de sorte na  nossa “loteria genética” porque isso nos exime de toda responsabilidade  pela nossa saúde e nos desempondera.

O Câncer é uma doença multifatorial. Ou seja, é causada por diversos fatores, como sedentarismo, tabagismo, stress, má alimentação, poluição, agrotóxicos,etc.

E 1/3 dos poderiam ser evitados! Ou seja, 1 a cada 3 pessoas poderia ter evitado o diagnóstico. Eu mesma, sou uma delas, já que fiz o teste genético e deu negativo.

Acreditar que o nosso diagnóstico é uma questão de sorte ou azar pode até ser mais cômodo, porque não assumimos responsabilidades e não precisamos mudar nada na nossa vida.

Mas acreditar nisso, a longo prazo é terrível, pois nos  tornamos vítimas das circunstâncias.

E vítimas não são assertivas, são impotentes e não fazem nada além de se vitimizar e rezar para que o azar não bata na nossa porta novamente!

Com isso, perdemos o que pode ser a maior oportunidade de fazermos uma reforma íntima: Nos priorizarmos, reavaliarmos nossos hábitos e mudarmos nossa vida para melhor!

 

MITOS SOBRE O CÂNCER N.3: Câncer é sentença de morte

Mitos sobre o Câncer que te deixam refém da doença

Ok ! Câncer mata e mata muito! Mas não é só Câncer que mata!

Você sabia que segundo a OMS ( Organização Mundial de Saúde) , as doenças cardiovasculares , foram as maiores causas de morte no ano de 2015, com 15 milhões de vítimas?

Sim gente, infarto, AVC e doenças coronarianas matam mais que Câncer!

Eu, mesma durante o meu tratamento, quando estava troncha em casa, me recuperando de mais um ciclo que quimioterapia, recebi a notícia de que meu tio havia falecido de infarto fulminante.

Pois, é… Todos achando que eu estava com o pé na cova e o meu tio, esbanjando saúde, com menos de 60 anos, morreu primeiro!

A Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) é a segunda maior causa de mortalidade pelo mundo, sendo doença respiratória progressiva sem cura. Levando 3.2 milhões de pessoas à óbito.

Os homens são mais atingidos, em especial os fumantes de mais de 60 de idade. Há risco para pessoas expostas a muita poluição ambiental e para fumantes passivos.

E pasmem!

O  terceiro lugar em maiores causas da mortalidade (3,2 milhões)  é ocupado pela pneumonia.

Segundo o Ministério da Saúde, essa doença é uma das principais conseqüências da gripe, em relação às crianças, idosos e pessoas com doença crônica grave.

Interessante que o Câncer de pulmão, traqueia e brônquios, um dos mais letais, mata bem menos que a pneumonia: 1,7 milhões.

Se você  está tratando de câncer de pulmão, não vai pensar besteira e achar que está com os dias contados.

Hoje em dia, a medicina está muito avançada quando o assunto é Câncer. E novos tratamentos muito mais eficazes estão sendo lançado no mercado a todo momento.

Além disso, quanto mais cedo o diagnóstico, maiores as chances de cura.

Agora se liga em uma coisa muito importante que vou te falar:

Não são só as doenças matam as pessoas.

Sabia que acidentes de trânsito, causaram  1,3 milhões de pessoas mortas no ano de 2011?

Isso resulta, em 365 dias, mais de 3500 mortes de homens, mulheres e crianças por dia nas estradas e ruas.

Aqui no Brasil, em 10 anos, mortes pelo trânsito tiveram alta em quase 65%. No ano de 2002 foram 37.018 mortos, com salto para 60.752 mortos em 2012.

Segundo o Instituto Avante Brasil, as principais vítimas são motociclistas e pedestres.

Isso sem falarmos da violência, guerras e até mesmo morte morrida.

Enfim, para resumir esse papo mórbido, quero que você pense aqui comigo que:

  1. Não é só Câncer que mata!
  2. Tem muitas outras doenças que matam pra caramba e não carregam esse estigma forte de morte.
  3. Não são só doenças que matam.
  4. Pra morrer basta estar vivo!
  5. E sim, com ou sem Câncer, todos vamos morrer um dia!

A morte faz parte da vida e não podemos deixar que ela se torne mais um tabu em nossas vidas.

A questão é que a maioria das pessoas que recebem um diagnóstico de Câncer, acreditam que vão morrer…

E o problema é que a gente acha que a morte vem em questão de dias, com sorte, meses…

E pensando dessa forma, muita gente se desespera e acaba desistindo de se tratar antes mesmo de começar!

Mas na maioria esmagadora das vezes isso não é verdade!

A grande verdade é que nenhum de nós sabe quando o nosso prazo de validade vai expirar!

Então, vamos parar de pensar na morte ( que à Deus pertence) e vamos viver!

MITOS SOBRE O CÂNCER N.4: Câncer não tem cura

Mitos sobre o Câncer que te deixam refém da doença

Esse é um grande Mito que  deixa muita gente confusa e infeliz…

Especialmente, pacientes metastáticos, que a medicina afirma não ter cura.

É um assunto muito polêmico também. Então, vamos lá!

Segundo a medicina, quando terminamos o tratamento, entramos e remissão. Ou seja, a doença está sob controle. Somente após 5 anos de término de tratamento, nos consideram curados.

Eu estou há quase três anos em remissão

Isso significa que daqui há dois anos a Medicina me considera curada: O risco de eu ter câncer novamente reduz para o mesmo risco que uma pessoa saudável teria.

Mas isso quer dizer que o risco ainda irá existir…

Por isso, que tem gente que depois de 10, 15 anos se surpreende com um novo diagnóstico.

Porque elas imaginam que uma vez curadas, elas nunca mais terão câncer.

Mas sinto te informar que NUNCA MAIS não existe nem mesmo para as pessoas saudáveis!

Por isso, que atualmente, muitos médicos evitam falar a palavra cura e falam apenas de remissão.

Eu tomo tamoxifeno há 3 anos e meu protocolo de tratamento consta 10 anos de tamoxifeno. Será que só depois desse período poderei me considerar curada?

A minha pergunta para você é:

Que diferença faz na sua vida prática, no seu dia a dia, se o seu médico te disser que você está em remissão ou curado?

Porque para mim não faz a menor diferença!

Sinto-me curada, saudável e tenho consciência que preciso fazer a minha parte para manter a saúde que batalhei para reconquistar.

Será que tomar remédio é sinônimo de doença ?

Será que estar saudável significa não ter que levar uma vida mais regrada e dar mais atenção à hábitos saudáveis?

Será que há vantagem em ao ser considerada curada retornar aos hábitos e padrões de pensamentos e comportamentos que contribuíram para que eu adoecesse?

Uma pessoa hipertensa que toma remédio para controlar a pressão e leva uma vida normal pode ser considerada saudável ou doente?

Dr. David Servan Shreiber, afirmou em seu Livro Anticâncer, que o Câncer é igual a diabetes, tem que ser cuidado para sempre.

Então, para finalizar esse assunto, sugiro que você se questione sobre a sua concepção de saúde e de doença?

MITOS SOBRE O CÂNCER N.5: Câncer não pode ser prevenido

Mitos sobre o Câncer que te deixam refém da doença

 

Quando você acredita que ter câncer é uma questão de sorte ou azar. Você também acredita que não há nada que possa ser feito a respeito.

E não há nada que nos cause mais sentimento de impotência que essas crenças.

Isso nos faz reféns da doença, porque depois que terminamos o tratamento nos sentimos uma vítima indefesa.

Como se o Câncer estivesse a nossa espreita para nos atacar na primeira oportunidade.

Mas existe muita coisa que você pode fazer além do tratamento para ajudar o seu corpo a se curar e se manter saudável.

E até mesmo para prevenir essa e até mesmo outras doenças.

Aqui mesmo no Blog há zilhões de Artigos com dicas de alimentação e hábitos Anticâncer, gerenciamento de stress e das emoções..

E se você desejar a minha ajuda pessoal mais de perto, em um espaço favorável para a expressão emocional e a troca de apoio entre os participantes, CLIQUE AQUI e assista ao vídeo que gravei com o maior carinho pra você.

Espero que esse Artigo te ajude a repensar algumas ideias equivocadas sobre o Câncer que infelizmente muita gente ainda acredita e dissemina por aí…

Coloca a sua opinião sobre esses temas polêmicos nos comentários que eu vou adorar saber.

E não esqueça de compartilhar com aquele sem noção que vive te falando para liberar perdão, ou até mesmo, para outras pessoas que irão se beneficiar com essa informação.

E para te ajudar a detonar ainda mais outros Mitos sobre o Câncer, eu criei um Livro digital para te presentear : CÂNCER -10 Maiores Mitos detonados!

Basta clicar na foto abaixo e colocar o e-mail que você deseja que eu te envie o livro digital gratuitamente.

Mitos sobre o Câncer

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *