Câncer de pele: entenda como manter a autoestima durante o tratamento

Enfrentar o câncer de pele não é apenas uma batalha física, mas também um desafio emocional que exige coragem, resiliência e um cuidado especial com a autoestima.

A sociedade ensina que a nossa aparência é nosso cartão de visita, principalmente para nós mulheres. Querendo ou não, enfrentar o câncer nos incentiva a olhar mais para dentro. A questão é: devemos ter olhos carinhosos para nós enxergarmos por dentro e por fora de forma gentil, mesmo quando tudo é tão difícil.

É comum que durante o tratamento contra o câncer, nosso cabelo caia, nossas unhas fiquem fracas e nossa pele ressecada. No caso de quem tem câncer de pele, esse último fator afeta mais, principalmente se as áreas atingidas pelo câncer costumam estar expostas, e o caso do rosto e do pescoço.

Preservar uma autoestima positiva mesmo em meio às dificuldades é importante para manter a saúde mental e emocional. Com esses dois em equilíbrio, a imunidade se mantém mais alta, colaborando com os resultados do tratamento oncológico.

Love Yourself Lol GIF by Shalita Grant - Find & Share on GIPHY

Cadê o amor próprio?

Informações gerais de câncer de pele

O câncer de pele é uma condição que afeta milhões de pessoas, sendo o mais comum no Brasil e no mundo, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca). 

1 a cada 4 casos de câncer são de pele. Felizmente, a maioria possui alto índice de cura.

É comum que o câncer de pele seja ocasionado pela exposição excessiva aos raios ultravioleta do sol, podendo se manifestar de diferentes formas, como carcinoma basocelular, carcinoma espinocelular e melanoma. O diagnóstico precoce e o tratamento adequado são essenciais para lidar com essa condição e preservar a saúde da pele.

Estudos mostram que pessoas com baixa autoestima se cuidam menos, se preocupam menos com hábitos como exposição solar e tabagismo, e por isso estão mais suscetíveis ao câncer de pele.

Vale se atentar que pessoas negras, embora raramente, também estão podem desenvolver câncer de pele. Inclusive quando são diagnosticadas costumam desenvolver tipos mais graves. Por isso quem tem pele mais escura deve se proteger SIM!

O que é autoestima? 

O Dicionário Brasileiro de Língua Portuguesa afirma que a autoestima é: “o sentimento de satisfação e contentamento pessoal que experimenta o indivíduo que conhece suas reais qualidades, habilidades e potencialidades positivas e que, portanto, está consciente de seu valor, sente-se seguro com seu modo de ser e confiante em seu desempenho”.

Ou seja, quando falamos de autoestima falamos de amor próprio, sobre valorização e respeito por si mesmo. É a maneira como nos percebemos, nossa confiança e nossa capacidade de lidar com desafios.

É acreditar que temos direito de sermos felizes e somos merecedores do melhor que a vida tem a nos oferecer.

Durante períodos difíceis, como o tratamento do câncer de pele, manter uma autoestima positiva pode ser um grande desafio, mas também é fundamental para o bem-estar emocional e psicológico.

Já o autocuidado é o que fazemos com ela, em prol do nosso bem: Uma baixa auto estima nos deixa mais vulneráveis a enfrentar os problemas pois abdicamos do autocuidado diário. 

Turning Natalie Portman GIF by foxhorror - Find & Share on GIPHY

Faça as pazes com o espelho!

Qual a importância da autoestima durante o tratamento do câncer de pele?

Quando se trata de pacientes oncológicos a atenção a esses fatores deve ser ainda mais estimulada para que se possa enfrentar o câncer com foco e resistência.

A autoestima desempenha um papel vital no processo de cura e enfrentamento do câncer de pele. Ela não apenas influencia a maneira como nos sentimos conosco, mas também impacta a resposta ao tratamento. Uma autoestima elevada pode fortalecer a resiliência, ajudar na aceitação das mudanças físicas resultantes do tratamento e manter uma atitude positiva diante dos desafios.

Os efeitos da quimioterapia e dos sintomas da doença tendem a nos desestabilizar, fazendo com que carreguem sentimentos pesados de desesperança, o famoso “jogar a toalha”.

Dicas para manter a autoestima durante o tratamento do câncer de pele

Veja:

Cuidados com a Pele:

Rituais de autocuidado são importantes não só para o nosso exterior mas para o interior. Aquele cheirinho de hidratante, aquele momento de descanso ajuda na aparência e no bem estar.Manter uma rotina skincare suave seguindo as recomendações médicas, pode ajudar a preservar sua saúde. 

Ou seja, tome banhos em água neutra com sabonetes suaves. Passe sempre hidratantes e loções na pele para evitar o ressecamento causado pela quimioterapia e auxiliar na cicatrização de feridas.

Existem também protetores solares próprios para pacientes oncológicos. Lembre-se de repassá-lo a cada 2 horas.

Se tratando de câncer de pele, nada melhor que estar acompanhado de um dermatologista para te ajudar a escolher os produtos e cuidados ideais.

Claro que um chapéu de abas largas também ajuda e é lindo!

menina com chapéu para proteger do câncer de pele

Cuidar da saúde é cuidar da beleza!

Comunicação e Apoio:

Estabelecer uma rede de apoio composta por familiares, amigos e profissionais de saúde é essencial para nutrir a autoestima durante o tratamento de câncer de pele. Compartilhar sentimentos, preocupações e experiências pode aliviar o peso emocional e proporcionar conforto e a sensação de que somos apreciadas.

Aceitação e Adaptação:

Aceitar as mudanças físicas que podem surgir durante o tratamento é um passo importante. É normal sentir-se diferente, mas aprender a se adaptar a essas transformações pode promover uma perspectiva mais positiva durante o tratamento contra o câncer de pele.

Autoexpressão e Autocuidado:

Manter atividades que promovam a auto expressão, como arte, música ou escrita. Em meus dias com câncer eu reservava um tempo para escrever sobre meus sentimentos, era terapêutico.

Além disso, praticar o autocuidado, seja através de uma alimentação saudável, exercícios físicos leves, meditação ou momentos de relaxamento, é fundamental para fortalecer não só a autoestima como a saúde como um todo.

Durante o câncer devemos aprender a nutrir o nosso amor próprio , quando temos certeza que nosso valor está para além da nossa pele, das nossas unhas e cabelos. Além disso, muitas das mudanças físicas são passageiras e fazem parte da doença e não de você.

Dezembro Laranja e o câncer de pele

Quero aproveitar para lembrar que dezembro é laranja! O Mês da Prevenção contra o Câncer de Pele é uma ação da Sociedade Brasileira de Dermatologia como parte da campanha de conscientização sobre essa doença que atinge tantas pessoas. A ideia é alertar para os riscos e cuidados da exposição ao sol e a importância de prevenir e cuidar do câncer de pele. Compartilhe informação!

Aqui no Das Coisas que Tenho Aprendido, procuro sempre levar conhecimentos para prevenir e cuidar de doenças oncológicas. Clique aqui e saiba mais sobre câncer de pele.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *