Você sabia que existem vários tipos de administração da quimioterapia?

Amanha, irá fazer quatro meses que terminei os ciclos de quimioterapia. Uhuuu!!!!
Passa rápido,né? Quimioterapia é “sofrência”, mas é fundamental para o sucesso do tratamento.
Volta e meia, alguém me pergunta como eu fiz a quimioterapia, em qual hospital , etc.

E as pessoas se surpreendem quando explico que fiz os ciclos de quimioterapia  em uma clínica oncológica, onde recebia o medicamento por duas horas via intravenosa e depois voltava para casa.Infelizmente, essa doença ainda é um tabú, e percebo que em geral, as pessoas tinham dedos até para perguntar sobre o tratamento.

Agora que já passou, as pessoas criaram coragem para me perguntar.
Então, para quem não sabe como funciona e nunca teve coragem de perguntar, vou contar quais são os principais tipos de quimioterapia:

A prescrição da quimioterapia depende das condições gerais de saúde do paciente, da localização e do tipo do tumor.

Hoje em dia é comum o uso de combinação de medicamentos quimioterápicos. Em muitos casos a combinação específica de alguns medicamentos se mostra mais eficiente contra o câncer do que a administração dos mesmos separadamente.

Tipos de quimioterapia:

1- Administração da quimioterapia via Oral
A administração oral de quimioterapia é a mais confortável para o paciente, entretanto esta via é nova e ainda pouco usada, pois é necessário que o medicamento utilizado tenha boa absorção gastrointestinal e que não seja irritativo para as paredes do estômago e intestino.

Com o avanço das pesquisas, temos hoje uma gama razoável de quimioterápicos orais. Nesse caso, o médico ou enfermeira devem fornecer instruções precisas de como tomar a medicação e o paciente deve ter monitoramento médico frequente.

2- Administração da quimioterapia Subcutânea e Intramuscular
Administração Subcutânea – O medicamento é injetado no tecido subcutâneo.
Administração Intramuscular – O medicamento é injetado no interior do músculo.

A via subcutânea tem uma absorção mais lenta que a via intra-muscular. Algumas drogas exercem sua função de maneira mais eficiente quando liberadas lentamente na circulação. Dependendo da velocidade ideal de absorção usa-se a via intramuscular ou subcutânea.

3- Administração da quimioterapia Intravenosa (Endovenosa).
A administração endovenosa é a via mais utilizada para aplicação de medicamentos quimioterápicos. Mesmo sendo a mais usada, não se pode deixar de ter alguns cuidados especiais. ( Esse foi o  meu caso).

Lembre-se que a quimioterapia endovenosa age sistêmicamente no organismo, ou seja, ela irá atingir todas as células de uma forma geral, sendo estas doentes ou sadias.

Alguns medicamentos possuem efeitos colaterais que cessarão com o passar dos dias. Avise seu médico caso apresente esses efeitos para que ele possa orientar qual ou quais os medicamentos devem ser associados ao seu tratamento.

fonte de pesquisa:
http://www.oncoguia.org.br/

4 Comentários


  1. Muito esclarecedora esse texto so re as quimioterapias


  2. Paty,minha médica passou a quimioterapia FAC.Você saberia me informar que tipo de quimioterapia é essa?Ela me deu poucas informações. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *