Você sabia que existe câncer de mama masculino?

Confesso que  eu mesma fiquei surpresa quando descobri que existe câncer de mama masculino!

Hoje é o primeiro dia de um mês dedicado à campanhas de prevenção e combate ao câncer de mama: O outubro Rosa.

Como acredito que a informação é o melhor remédio, hoje quero compartilhar com vocês a história do meu amigo do peito: Leandro Gomes Bezerra.

Segundo estatísticas, o câncer de mama masculino é raro e corresponde a 1%  de todos os cânceres de mama. No entanto, por desinformação e /ou comodismo os homens ignoram os sintomas iniciais do câncer de mama e muitas vezes descobrem a doença em estágios bastante avançados.

Como foi o caso do meu amigo Leandro, que em 2008 procurou uma mastologista ao notar um pequeno nódulo em sua  mama direita, foi indicado a fazer uma biopsia e não fez por acreditar que  não fosse  nada grave.

Somente após 4 anos, quando o tumor  já o  incomodava até mesmo quando ele  usava camisa, pois já era bem visível (em torno de 5 cm de tamanho), ele  procurou  a mesma mastologista  e fez a  biópsia.  (se você quiser saber como é uma biopsia, clique aqui e leia o meu POST: Quem tem medo de biopsia?)

Resultado : Câncer ductal infiltrante.

cancer-mama-homem-diagnostico-biopsia-mastectomia-quimioterapia-radioterapia (4)

“Existe uma força dentro de mim que me impulsiona a viver! Sou guerreiro!”

Leandro, é militar, jovem, nunca fumou, bebia socialmente (cerveja), esportista nato e não tinha nenhum caso de câncer na família, iniciou sua jornada rumo à cura: Fez  a cirurgia de mastectomia, 7 meses de quimioterapia e mais 1 mês de radioterapia.

Hoje, dezoito meses após o tratamento  ele  está totalmente curado e faz questão dividir a história dele para  alertar outras pessoas que  quanto mais cedo  o diagnóstico, menor o sofrimento e maior probabilidade de cura.

Ele tem total  consciência que se tivesse se cuidado já em 2008, certamente o seu protocolo de tratamento não seria tão pesado . O câncer de mama masculino, apesar de raro, é uma realidade.

SINTOMAS DO CÂNCER DE MAMA QUE ELES IGNORAM

  •  Nódulo sem dor no mamilo ou proximidades.
  •  O câncer também pode alterar o formato da mama, que pode inverter .

FATORES QUE AUMENTAM O RISCO DE CÂNCER DE MAMA MASCULINO:

  • Radiação: Quem fez radioterapia no peito. Ex. Linfoma de Hodgkin
  • Altos níveis de estrogênio (hormônio feminino)
  • A obesidade está sempre associada a níveis altos de estrogênio
  • Cirrose devido á  excesso de álcool ou hepatite. As funções do fígado ficam comprometidas e o nível de estrogênio sobe.
  • Pré-disposição familiar. Homens que têm muitos casos de câncer de mama na família têm o risco aumentado.

cancer-mama-homem-diagnostico-biopsia-mastectomia-quimioterapia-radioterapia (1)

Com vocês, Leandro…

Das coisas… : Como você percebeu o tumor?
Leandro: Senti um nódulo na mama.

Das coisas… : Da segunda vez que foi à mastologista, ele doía?
Leandro: Não, somente quando tocava.

Das coisas… : Qual sua experiência com o câncer antes do diagnóstico?
Leandro: Total desinformação.  Achava que câncer era doença da morte e normalmente ocorria em pessoas idosas.

Das coisas… : Como foi receber o diagnóstico?
Leandro: Fui ao consultório em uma quarta feira pegar o resultado da biópsia, estava feliz pois na quinta feira iria assumir uma função no trabalho de muita importância.

Saber que tinha câncer  me fez chorar, liguei para algumas pessoas e fiquei sem entender o que estava acontecendo, pois dois meses antes escolhi recomeçar um nova vida solteiro, estava cheio de planos.

Além disso, um mês antes fiquei hospitalizado por 10 dias e fiz  uma cirurgia no aparelho digestivo urgente, ou seja dois meses antes eu estava cheios de sonhos, me sentindo livre,  cheio de forças,  de esperança  e, de repente , mais esse diagnóstico de câncer,  foi muito difícil.

Das coisas… : Qual foi o protocolo do seu tratamento?
Leandro: Total de 7 meses de quimioterapia, sendo que nos últimos três meses uma, fazia quimio, uma vez por semana, pois durante o tratamento em um exame mais detalhado foi encontrado micro metástases em algumas peças retiradas. Depois, fiz um mês de radioterapia, todos os dias, totalizando 30 sessões.

Das coisas… : O que sentiu depois da mastectomia? Tem vergonha do seu corpo?
Leandro: No começo sim era sinônimo de deficiência, depois minha cicatriz se tornou um troféu para mim, uma marca de um vencedor.

Das coisas… : Qual a etapa mais difícil do tratamento?
Leandro: A quimio e os enjoos.

Das coisas… : Como foi ficar careca?
Leandro:  Pesquisei na internet  tentando encontrar algumas pessoas que receberam o tratamento e o cabelo não caiu, na esperança que o meu cabelo não caísse também.

Eu não queria ficar com a aparência de alguém com câncer.

No primeiro ciclo o cabelo não caiu.  No segundo ciclo,  estava dormindo e quando acordei, observei muitos fios de cabelos no travesseiro, pensei: “Não vai cair tudo.”

À  tarde desse mesmo dia,  todos os meus cabelos se tornaram como palha em minha cabeça. Eu tirava com as mãos, pensei: “ Fiquei careca.”

Passei a navalha chorando e liguei para algumas pessoas informando com muita tristeza que tinha ficado careca.  Algumas pessoas tentaram me consolar dizendo: ”Você é homem, fica bonito careca, você já usou o cabelo assim!”

Eu respondi: Já tinha ficado careca por moda, por vaidade, mas nunca por doença.

Das coisas… :  O que mudou na sua vida depois do câncer?
Leandro: Vejo o mundo diferente, sou feliz!

Nada me aborrece, por maior que seja a dificuldade

Das coisas… : O que diria para uma pessoa recém diagnosticada com câncer?
Leandro: EU TE AMO.

Das coisas… : Qual o seu maior aprendizado com o câncer?
Leandro: Agora eu sei o que é o amor.

Logo após o tratamento,  fui baleado na coxa em um assalto, perdi parcialmente os movimentos na perna direita, pois o nervo ciático ficou comprometido.

Faço fisioterapia, acupuntura, hidroterapia etc, vou ficar bom!!!

Quando estava em tratamento, os médicos disseram que escapei por sorte. Existe uma força dentro de mim que me impulsiona a viver!

Sou guerreiro!

https://instagram.com/cancerdemamaazul/

Fonte de pesquisa: www.medicinenet.com

cancer-mama-homem-diagnostico-biopsia-mastectomia-quimioterapia-radioterapia (2)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *