Conheça os perigos do inverno para pacientes de Câncer e previna-se!

O  inverno para pacientes de Câncer pode ser perigoso.  Especialmente quem está fazendo quimioterapia  deve redobrar os cuidados nessa estação do ano.

Então, fica comigo que irei compartilhar riscos e cuidados que quem está em tratamento precisa ter especialmente no inverno.

E como eu não perco a mania de sempre ver o lado bom de tudo. Também quero inspirar quem está se tratando a caprichar no visual usando e abusando de turbantes , perucas, boinas e chapéus.

Porque verdade seja dita, a gente pode ficar muito mais elegante no inverno, né gente?

O Pior do inverno para pacientes de Câncer

Todo mundo sabe que o inverno nos deixa mais suscetível à gripes , resfriados, alergias  e outros problemas respiratórios.

Não podemos esquecer quem está em tratamento, fazendo quimioterapia, fica com a imunidade baixíssima . E portanto, esse risco aumenta.

E quem está se tratando não pode em hipótese nenhuma ter febre.

Me lembro que quando estava fazendo quimio,  estava na rua e começou a chover.

Eu fiquei desesperada porque não tinha guarda-chuva.  A gente fica meio neurótica, mas é uma neurose que tem fundamento: Eu morria de medo de ter gripe e precisar ser internada.

inverno para pacientes de Câncer

Portanto, durante o inverno está valendo o conselho de mãe de levar sempre o guarda-chuva e casaco.

Outro problema que o inverno causa para pacientes oncológicos  é o aumento de sensibilidade das mãos e pés, conhecido como neuropatia periférica.

Esse é um efeito colateral de alguns tipos de quimioterapia, como por exemplo, o Taxol.

Caracterizado por dormências, formigamentos, dores, dificuldades de movimentação das mãos e pés e muitas vezes até mesmo dores intensas, que podem tornar difícil executar tarefas simples como abotoar uma camisa ou contar moedas.

Cerca de 30 a 40% dos pacientes com câncer submetidos à quimioterapia experimenta algum desses sintomas.

Portanto, é importante dependendo de onde você mora,  não abrir mão de luvas e meias grossas. Eles podem não evitar a neuropatia, mas deixar as mãos e pés quentinhos traz um conforto.

E a boa noticia é que essa sequela deixada pela quimioterapia  na maioria das vezes é reversível.

Eu mesma tive sensibilidade nos dedos dos pés. Na verdade, perdi a sensibilidade. Ao final do meu tratamento eles estavam sempre dormentes.  Era como se eles não existissem e por conta disso não conseguia movimentá-los.

Depois que acabou o tratamento, quando entrei no pilates, fazia sempre um exercício de rolar uma bolinha com os pés, massageando os dedos.  E  na medida que comecei a sentir mais os dedinhos, também tentava pegar uma toalha que a fisioterapeuta colocava no chão com os dedos dos pés .

Demorou  quase um ano para a neuropatia normalizar, mas hoje está tudo tranquilo e meus dedinhos estão de volta!

Outro aliado para driblarmos o inverno é abusarmos de chás e bebidas quentes para manter a temperatura corporal  do nosso corpo.

Então, vou compartilhar um chá delicioso e excelente para quem está em tratamento:

Chá de gengibre

Estudos realizados determinaram que o gengibre pode destruir as células cancerígenas com mais eficácia que muitos dos medicamentos que foram feitos para o câncer.

Além disso, o gengibre é excelente para combater náuseas e também é termogênico.

Como preparar?

Após lavar bem e ter cortado ou ralado a raiz, espere a água ferver em fogo alto e adicione o gengibre.

Tampe a panela, reduza o fogo para reduzir a fervura e aguarde de 8 a 10 minutos. Desligue o fogão, espere amornar e coe antes de consumir.

ATENÇÃO: gengibre não é recomendado para pessoas hipertensas.

Outro cuidado que todo paciente oncológico precisa ter, especialmente no inverno precisa ter é evitar lugares fechados e contato com pessoas gripadas.

Também é importante higienizar sempre as mãos. Principalmente quando chegar em casa da rua.

O Melhor do inverno para pacientes da Câncer

E agora vamos falar das vantagens que quem está em tratamento pode ter durante o inverno.

Eu sempre fui vaidosa, mas durante o tratamento eu me cuidei ainda mais…

Precisava caprichar no visual para compensar a falta de cabelos, cílios e sobrancelhas .

As pessoas de maneira geral acreditam  que quem está se tratando de um câncer vai estar com um belo par de olheiras, com a cara abatida, arrasada, horrorosa e no fundo do poço.

Eu sempre fiz questão de contrariar esse senso comum!

Além disso, depois que aceitei a minha carequice, comecei a me reinventar como mulher e curtir meu novo visual com lenços.

Gostava de combinar as amarrações com a roupa, a maquiagem, brincos e batom…

O problema é que morando no Rio de janeiro, passei praticamente todo o meu tratamento  desfilando a minha careca livre, leve e solta.

Até porque sentia muito fogacho durante a minha quimioterapia. Era um calor infernal que subia e me fazia arrancar praticamente toda a roupa em segundos e transpirar horrores!

E no inverno a gente consegue curtir mais, agasalhar a carequinha e ficar mais estilosa.

Aliás é importante estarmos sempre bem agasalhadas. E além dos acessórios para os cabelos, cachecol, luvas e meias grossas incrementam o visual.

E para te inspirar na estação mais elegante do anos eu convidei duas queridas alunas do meu programa Câncer com Leveza que moram no Sul do país. E portanto, sabem o que é frio de verdade.

A  Madalena Almuas e Rosane Dalpra irão dar  algumas sugestões e combinações para você se inspirar!

A Maquiagem também pode ser uma grande aliada de quem está em tratamento. Se você adoraria aprender a se Maquiar, vai gostar da surpresa que preparei para você:

Para te incentivar com a maquiagem,  quero te dar um  presente: Um mini curso de auto-maquiagem On line com 6 vídeo aulas, que gravei, com o maior carinho, quando ainda estava em tratamento.

12 Comentários


  1. Suas experiência de vida nos da coragem para segui em frente neste momentos difícil que agente com câncer tem que enfrenta Deus te abençoe.


  2. Passei pelo tratamento do câncer a 8 anos.mais gosto muito dos seus ensinamentos ..quando tava doente nem lenços eu sabia como amarrar..como passei metade do tratamento no inverno .usei muita toca e boinas..Obrigada Patricia..


  3. Sempre me cuidei para não pegar frio tive muito medo pois meu onco me dizia que nosso pulmão fica muito fraco mas graças a Deus tive sorte de estar bem e fico muito feliz pois tenho muitas amigas que tiveram câncer e estão bem todo cuidado é pouco?

Página 1 de 3 Próximo →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *