Minhas Top 10 dicas para quem está enfrentando o Câncer

Hoje vou compartilhar com você minhas Top 10 dicas para quem está enfrentando o Câncer.

Não sei até onde você conhece a minha história, mas fui diagnosticada, há 4 anos atrás,  em plena Copa do Mundo, quando estava curtindo férias na Alemanha.

Inclusive, após ser diagnosticada com câncer de mama infiltrante grau 3, fiz a minha primeira cirurgia (mastectomia radical com reconstrução imediata), no dia 08 de julho de 2014.

E enquanto me recuperava da cirurgia, assisti a semi final da copa do mundo (Alemanha 7 x Brasil 1), de um hospital alemão.

E é claro que esse clima de Copa do mundo, mesmo o Brasil tendo sido eliminado precocemente, me faz relembrar e reviver o que passei naquela época.

Até hoje, me recordo do barulho das buzinas dos carros comemorando a vitória do lado de fora do hospital.

Do meu sentimento de impotência lá, longe da minha família, tendo que encarar tantos desafios em um país com uma cultura totalmente diferente da minha…

Do sentimento de frustração, que se misturava ao fatídico jogo Brasil X Alemanha, às minhas férias frustradas, aos meus projetos que não iriam mais acontecer, porque no meio do caminho havia um Câncer.

Sim, nessa copa do mundo, todos esses sentimentos vieram à tona.

Me relembrei do desespero que senti quando soube que tinha câncer…

Do quanto me senti perdida diante de tantas coisas que precisava decidir, mas não sabia por onde começar…

Do quanto precisei me familiarizar rápido com termos que nunca tinha ouvido falar na vida, como linfonodos, esvaziamento axilar, mastectomia, por exemplo.

Me lembrei das tardes que passava chorando na varanda do hospital, achando que era o fim pra mim…

Sim, essa copa do mundo me levou a “reviver” o começo do meu renascer, mas que naquela época eu pensava que era o final.

E esse sentimento me motivou a dividir “das coisas que tenho aprendido” nessa jornada de quatro anos.

Coisas que eu gostaria muito de ter descoberto naquela época, porque certamente teria feito muita diferença pra mim, para o resultado do meu tratamento, para a minha vida pós Câncer: Minha Melhor Vida.

E certamente teria me poupado muito sofrimento…

Minhas Top 10 dicas para quem está enfrentando o Câncer

1.Tenha clareza do seu porquê

dicas para quem está enfrentando o Cancer

“Por que você deseja viver ?”

Essa foi a primeira pergunta que a psicóloga que me atendeu na Alemanha me fez.

E naquela época não soube responder. A única razão que conseguia encontrar era que eu gostava de viver.

Foi aí que eu tomei consciência de que estava há tanto tempo vivendo no piloto automático.

Uma vida sem muito propósito, vivida em função de agradar aos outros.

Percebi então, que estava tão distante da minha essência, que não sabia mais o que era importante pra mim e o que de fato me fazia feliz…

Não tinha projetos que realmente prenchessem o meu coração.

Precisei de mais tempo para ter clareza sobre o porquê de eu querer vencer o Câncer.

E hoje entendo que ter um porquê  ( ou mais de um porquê )  é realmente importante para te motivar, especialmente nos dias difíceis…

Porque eles certamente virão.

Mas como diria Nietzsche : “Quem tem um porquê pode suportar quase todo como”.

2.Assuma o controle da sua saúde

dicas para quem está enfrentando o Cancer

Aprendi da pior maneira que terceirizar a nossa saúde pode custar muito caro.

O que quero dizer com terceirizar a nossa saúde?

Muitas vezes, quando temos um problema de saúde, procuramos o melhor médico especialista naquela doença e deixamos tudo por conta dele.

Foi exatamente o que fiz, quando senti um caroço no seu seio ao tomar banho.

Me consultei com uma médica renomada aqui no Rio de janeiro, PHD em Câncer de Mama, professora da UERJ, que tem um consultório bombando de pacientes em Ipanema.

E achei que a minha responsabilidade enquanto paciente tinha acabo ali.

Bastava seguir o que ela tinha recomendado, que era fazer a mamografia e ficar acompanhando o tal nódulo.

Eu sentia que alguma coisa estava errada no meu corpo.

Mas ela era a médica e, confesso que escutar que eu não tinha nada, mesmo sem investigar, sem nunca ter me solicitado biópsia, era muito reconfortante.

Deixei minha intuição de lado e preferi confiar na doutora Top das galáxias.

Conclusão: Fui diagnosticada 1 ano depois, por “sorte” nas minhas férias na Alemanha ( essa parte você já sabe).

E o tumor que tinha apenas 1 cm no meu primeiro exame. Passou para 4 cm palpáveis e 8 cm de extensão quando fiz a mastectomia. Ele quadruplicou de tamanho em menos de 1 ano!

Por deixar todas as decisões na mão da minha ex- mastologista, sem ao menos questionar, atrasei meu diagnóstico em 1 ano. E isso quase custou a minha vida!

E o que antes seria um protocolo de tratamento muito mais tranquilo,  tornou-se um tratamento muito mais pesado porque o câncer que tive, já estava localmente avançado.

Precisei fazer quimioterapia, Radioterapia, Mastectomia radical e esvaziamento axilar.

Tudo isso porque terceirizei a minha saúde.

Veja bem, não estou dizendo que você não deve confiar no seu médico. Não é isso!

Mas é importante ter a consciência de que, médicos não são donos da verdade.

Como qualquer outro profissional, eles também cometem erros. E infelizmente, com mais frequência do que gostaríamos.

Portanto, não interessa quantos diplomas seu médico tem, quantos congressos já participou… É a sua vida que está em jogo.

E ninguém melhor do que você para conhecer seu corpo!

Portanto, não deixe todas as decisões nas mãos dos médicos.

Seja um paciente pró-ativo e participativo, questione, tire suas dúvidas e se for o caso, busque uma segunda opinião.

Isso não é ofensa!

Não custa repetir: É a sua vida!

3.Monte o seu “Time da Cura”

dicas para quem está enfrentando o Cancer

Acho que essa dica é um complemento da segunda.

Depois do diagnóstico, a nossa vida “social” fica bem agitada no quesito consultas médicas e exames…

De uma hora pra outra você passará a ter muitos médicos para cuidar de você.

É importante que eles falem a mesma língua, tenham o mesmo estilo de trabalho e funcionem de fato como um Time para te orientar, te deixar segura durante todo o tratamento e, principalmente: Trabalhem em conjunto em prol da sua cura ou controle da doença.

Digo isso, porque muitas vezes os médicos têm visão diferentes sobre o tratamento e isso pode causar insegurança e confusão.

Meu oncologista, por exemplo, é extremamente amoroso e valoriza muito do bem estar dos seus pacientes.

Durante meu tratamento, ele foi um verdadeiro pai para mim, me permitiu fazer atividades físicas ( até natação fiz quando estava fazendo quimio), ir à praia, cinema…

E o que ele fez de melhor foi me ensinar a encarar o tratamento sem mitos, com naturalidade.

Me lembro que sempre que eu questionava se podia fazer algo ele respondia:

Você está se sentindo bem? Então, faça! Vida normal…

E dessa forma, eu praticamente tive uma vida normal durante meu tratamento. E isso foi determinante até mesmo para que eu não sofresse tanto com os efeitos colaterais.

Porque quando a gente fica trancada em casa, isolada, com receio de fazer até mesmo uma caminhada, a gente se sente ainda mais doente… E aí advinha o que acontece?

Seu corpo obedece a sua mente!

Enfim, o fato  do meu Onco  encarar o tratamento com naturalidade, refletiu na forma como encarei meu tratamento também.

Se ele fosse mais tradicional e linha dura, talvez eu não tivesse me identificado tanto com ele.

Então, pense que o ideal é que o seu “time da cura” tenha a sua personalidade.

Se você é uma pessoa  ativa, vai ser complicado se tratar com um médico linha dura que te proíbe tudo.

Agora se você é mais tradicional, talvez se sinta mais segura com um médico que comungue dessa mesma visão.

Lembrando que não tem certo ou errado, melhor ou pior, apenas formas diferentes de enxergar o diagnóstico, o tratamento e a vida.

Claro que, tudo depende muito do estadiamento da doença, do protocolo de tratamento e principalmente como seu organismo está reagindo… Meu Oncologista é super liberal, mas houveram momentos que ele me mandou sossegar.

Como, por exemplo, no final das quimioterapias brancas, quando tive herpes no joelho e me proibiu sol ( mesmo o de manhã cedinho) e praia.

Outra coisa importante é que o time da cura não é composto apenas por médicos.

Se você, assim como eu, acredita que a cura é holística, precisa de mais profissionais para montar o seu time que vai te auxiliar nesse processo de recuperação da sua saúde.

Sugiro que você tenha um nutrólogo ou nutricionista especializado em pacientes oncológicos. Seu corpo vai precisar desse cuidado nesse período.

Nesse período nossas emoções também parecem que vão parar em uma montanha russa.

Me lembro que muitas vezes me sentia bipolar…

Se você está depressiva, (e uma forma simples de identificar isso é observar se você está se sentindo extremamente infeliz, chorosa, com pensamentos recorrentes de morte por muito tempo. Tipo mais de um mês), é recomendável um acompanhamento psicológico ou psiquiátrico.

Enfim, nesse momento é muito comum termos altos e baixos, emocionalmente falando. Até porque vamos combinar que ninguém solta fogos de alegria quando descobre que tem câncer.

É natural sentir medo, sentir tristeza e insegurança… O que não é natural é não conseguir sair desse ciclo de sofrimento e dor.

Pois de maneira bem simplista estamos depressivas quando a nossa tristeza virou patologia.

Então, se você sente que  não está conseguindo lidar com o seu emocional sozinha, busque ajuda profissional.

Outro profissional que pode fazer toda diferença no seu time da cura é o Coach.

Muito conhecido no mundo dos esportes e dos negócios , o Coach (Treinador), é aquele profissional que vai te ajudar, nesse momento de vida, a mudar a sua Mentalidade a respeito da doença e a traçar um plano de ação para superar seu desafios.

Ao atender individualmente como Coach, trabalho as questões particulares que cada coachee  (cliente) traz.

Porém, de maneira geral, percebo que alguns desafios são comuns a todas as  minhas Coachees :

-Baixo nível de energia (especialmente durante o tratamento).

-Medo do Futuro e do Desconhecido.

-Sentir-se sobrecarregada.

-Isolamento imposto, ora pelo tratamento, ora por familiares e amigos que se afastam.

-Dificuldades em retomar a vida após o tratamento.

-Dificuldades em definir sua nova identidade.

Nesse caso, minhas principais metas como Coach são:

  • Dar todas as informações que meus clientes precisam para tomar a melhor decisão em relação a sua saúde.
  • Identificar todas as áreas na sua vida que podem estar contribuindo negativamente para a sua saúde.
  • Dividir estratégias que beneficiaram a minha cura e de outras pessoas que já ajudei também.
  • Criar um Estilo de Vida que ajude o seu corpo a desintoxicar, regenerar e curar.
  • Trazer a Autoconfiança necessária para superar seus desafios com o máximo de leveza.
  • Encorajar meus clientes a retomar o controle da Saúde e reconstruir suas Vidas Após o Câncer. Uma vida mais equilibrada e mais alinhada com seus reais valores.

Além do coaching, acho fantástico o suporte que alguns profissionais, podem dar ao paciente oncológico, como por exemplo, massoterapeutas, professores de yoga, pilates e Meditação, só para citar os  mais cotados.

E já que estamos falando de cura holística, não podemos esquecer de cuidar do espírito.

E independente da sua religião, ou de você não ter religião nenhuma. Se você acredita em Deus, é fundamental cuidar da sua espiritualidade nesse momento.

Então, você pode eleger um guia espiritual para te dar suporte nessa jornada.

Pode ser um padre,pastor, um guru, não importa… O que é importante é que você tenha alguém com quem possa contar para fortalecer seu espírito nessa jornada.

Também acho interessante você considerar familiares e amigos com quem você de fato possa contar.

Para montar o seu “Time da Cura”, pegue papel e caneta e escreva todas as pessoas e profissionais que podem te ajudar a caminhar com mais segurança na sua jornada rumo à cura.

Gosto de fazer esse exercício com minhas coachees, quando elas estão se sentindo sozinhas ou incapazes de vencer seus desafios .

Porque ao se dar conta de quantos recursos elas possuem  para seguir em frente e de quanta gente têm para auxiliá-las, essa percepção muda!

Experimente!

E mesmo que você não tenha condições de contratar um nutricionista, um Coach ou quaquer outro profissional para te acompanhar de perto, lembre-se que você pode buscar informações em livros e na internet.

Mas por favor, use o “Dr. Google” com inteligência!

Quando o assunto é Câncer, tem muito Mito, muita besteira e Fake News por aí…

Por isso, pesquise em sites confiáveis! (  O meu eu garanto…hehe!).

Era exatamente isso o que eu fazia assim que fui diagnosticada, antes de ter meu primeiro Coach para chamar de meu.

4.Comece a sua reforma íntima

dicas para quem está enfrentando o Cancer

O diagnóstico de Câncer traz  consigo uma clara mensagem: O seu estilo de vida está te matando…

Assim que fui diagnosticada tinha a sensação de estar sendo traída pelo meu próprio corpo.

Não entendia porque ele estava tentando me matar.

A ficha demorou a cair e eu entender que na verdade, o meu corpo estava pedindo socorro.

Porque o Câncer, na verdade é um mecanismo de sobrevivência do nosso corpo.

Certa vez escutei de uma Health coach ( e concordo):

Você teve câncer porque seu organismo é forte. Ele criou o Câncer para sobreviver à pressão que seu estilo de vida está colocando sobre ele. Talvez, se você não fosse tão forte, teria tido um infarto ou um AVC.

Muitas vezes o nosso organismo está tão sobrecarregado, tão intoxicado, tão inflamado que nossas células precisam se adaptar e criam mecanismos pra isso… É aí que mora o perigo!

Portanto, acho fundamental que diante do diagnóstico todo paciente oncológico faça uma avaliação sincera da sua vida, não para se culpar ou se vitimizar, mas para fazer mudanças e viver com mais equilíbrio.

Porque não há como negar que nossas escolhas ( conscientes ou não) influenciaram no nosso diagnóstico.

Acho importante, nos abrirmos para essa reforma íntima.

Eu realmente acredito que o Câncer é um presente que vem embrulhado em um papel muito feio.

Se você ousar olhar além do embrulho feio ( sofrimento, medo e dor) e se abrir ao aprendizado que essa experiência de vida traz, sairá dessa jornada transformada (para melhor!)

Não desperdice, o que pode ser, talvez sua maior oportunidade de crescimento pessoal.

Não desperdice o Câncer!

5. Reduza inflamação. Faça uma Alimentação Anticâncer.

dicas para quem está enfrentando o Cancer

já escrevi recentemente um Artigo completo explicando o quanto a inflamação crônica está relacionada à doenças  autoimunes e degenerativas, como o Câncer.  Você pode ler CLICANDO AQUI. 

Infelizmente muitos médicos orientam seus pacientes a comerem o que quiserem.

Acho essa postura uma irresponsabilidade!

Experimenta colocar gasolina adulterada no seu carro para ver o que acontece…

Pois bem, a alimentação é o combustível do seu corpo.

Mais que isso: Eu realmente acredito que estamos promovendo saúde ou doença a cada garfada.

E infelizmente, a maioria da população está cavando sua sepultura com seus talheres.

6. Cuide da sua Hidratação

dicas para quem está enfrentando o Cancer

Esse foi um hábito que eu adquiri durante o meu tratamento e eu trouxe para minha vida pós Câncer: Beber bastante água e líquidos.

Tudo começou quando fiz o meu primeiro ciclo de quimioterapia e acordei de madrugada com uma enxaqueca tão forte, que não conseguia sequer colocar meus pés no chão…

A garganta estava extremamente seca. Você já dormiu de boca aberta no avião e acordou sentindo secura na garganta? Era isso, só que muito pior!

Meus olhos também estavam tão secos que quase não conseguia abri-los.

Como era de madrugada, não quis incomodar ninguém da minha família.

Pensa aí na pior ressaca da sua vida. Agora multiplica por 10!

Pois é, tive esse insight da ressaca porque estava me sentindo muito seca.

Então pensei: Se beber água funciona pra ressaca, talvez funcione pra esse ressacamento que estou sentindo também!

E bebi quase que 1 litro de água.

Depois, vencida pelo cansaço, adormeci.

E, pasme: Acordei na manhã seguinte sem dor de cabeça e com a sensação de secura muito mais amena.

Sem  precisar tomar remédio e intoxicar ainda mais meu organismo que já estava sendo bombardeado pela quimio.

Conclusão, passei todo o meu tratamento arrastando a minha garrafinha de água para cima e pra baixo.

Depois descobri que nós eliminamos a toxicidade da quimioterapia nas fezes, urina e suor.

Por aí, você já pode imaginar o quanto beber água é fundamental para amenizar os efeitos colaterais da quimioterapia.

Outra coisa que é muito importante, é a qualidade da água que você bebe.

Eu tenho um filtro de água alcalina e recomendo!

7. Não faça corpo mole, mas durma como uma princesa

dicas para quem está enfrentando o Cancer

Parece contraditório…

Mas tanto a prática de atividades físicas, quanto o descanso são de suma importância para que você tenha mais qualidade de vida durante o tratamento.

Além de serem pilares importantíssimos para quem deseja recuperar e manter a saúde.

Também já falei sobre esse assunto em diversos outros artigos aqui no blog.

Porém, acho importante frisar que uma forma simples e muito eficaz de você ativar a energia vital do seu corpo é dar a ele a oportunidade de fazer o que ele nasceu para fazer: Se movimentar, andar, correr, nadar, dançar…

Deixe que seu corpo sinta-se vivo!

Além disso, praticar atividades físicas ameniza a fadiga oncológica. 

E inúmeros estudos comprovaram que Exercício físico também reduz o risco de ter Câncer ou mesmo uma recidiva.

Já que o sedentarismo e obesidade ( que está intimamente ligada ao sedentarismo) são fatores de risco para o Câncer.

Eu sou suspeita para falar, porque sempre pratiquei atividades físicas e amo!

E quando algumas pessoas questionam o fato de eu sempre ter praticado atividade física e ainda assim ter tido um câncer, afirmo veemente que, em primeiro lugar, o câncer é uma doença multifatorial.

E portanto, não é uma única coisa que você faz ou deixa de fazer que provoca ou previne o Câncer.

Daí, a importância da reforma íntima.

Bem, se você é sedentária, procure fazer atividades leves, como por exemplo, dar uma voltinha no seu quarteirão.

Essa pequena caminhada vai ajudar na drenagem linfática e retenção dos líquidos, reduzindo inchaços. Isso só pra falar de um benefício visível aos seus olhos.

Outro ponto importante é o descanso.

Parece contraditório, mas não é!

Assim como nosso corpo precisa de movimento, ele também necessita de descanso.

Esse tempo para repor as baterias é necessário para que o nosso sistema imunológico se refaça.

Então, é importante a gente reconhecer quando o corpo está pedindo descanso e respeitá-lo.

Portanto, tenha como meta, dormir pelo menos 7 horas por dia e a qualidade do sono também é importante.

Eu sei que a insônia é nossa companheira de tratamento. ( Inclusive farei um Artigo sobre esse tema em breve).

Mas é preciso driblá-la para ter bons resultados durante o tratamento. Meditação e chás de camomila, erva-cidreira, me ajudaram demais!

8. Aprenda a administrar seu emocional

dicas para quem está enfrentando o Cancer

Esse foi o meu maior desafio e também o maior ganho que a doença me trouxe.

Me lembro que a primeira pergunta que fiz para o médico que me diagnosticou era se Câncer é uma doença da alma.

Eu não sabia nada sobre a doença. Nunca tinha contato com ninguém que tinha tido câncer antes. Sabia apenas que Câncer era uma doença grave e que matava.

Mas de certa forma intuía que o meu emocional havia contribuído para o meu diagnóstico.

Hoje, tenho certeza absoluta disso! Portanto, se você tem aquela intuição de porque você teve Câncer, te afirmo que você tem razão.

Essa coisa que você pensou quando recebeu o diagnóstico tem influência sim. Embora, não seja a única coisa!

O fato é que a vida estressante que levamos por anos a fio detona o nosso sistema imunológico. E influencia sim na nossa saúde e doença.

Você pode ler mais sobre esse assunto  Aqui : Stress causa Câncer? 

Só que a vida não pára, os problemas não desaparecem  porque você está doente. Pelo contrário, muitas vezes, justamente no momento que nós mais precisamos de paz interior, eles se multiplicam.

O que fazer?  Se você não quiser se tornar um monge budista, é preciso aprender a lidar com seu emocional e cultivar essa paz interior que independe de circunstâncias.

É possível!

9. Aceite onde você está agora

dicas para quem está enfrentando o Cancer

Eu sempre digo que se aconteceu pra você, foi endereçado à você.

Portanto, se você foi diagnosticada, isso não é uma injustiça que aconteceu na sua vida, tampouco castigo.

O fato é que nada do que você pense, fale ou faça vai mudar o que já é…

Toda vez que você lutar contra a realidade, você vai perder em 100% das vezes.

Portanto, só há 2 formas de você superar seu diagnóstico:

Lutando contra a realidade e tornando seu fardo ainda mais pesado de carregar.

Ou aceitando a sua realidade, se adaptando a ela, aprendendo com ela e superando seus desafios com mais leveza.

Aí, você pode estar pensando: Mas Paty, como eu aceito que tenho câncer?

Eu não quero ter Câncer…

E você tem todo o direito de não querer! Ninguém quer!

Você tem todo direito de querer mudar a sua realidade. Mas não precisa negá-la.

É diferente quando você deseja mudar sua realidade, sem estar em guerra com ela, partindo de um lugar de paz.

Sabe, aceitação não tem nada a ver com acomodação. Muita gente confunde e isso causa muito sofrimento.

Eu te pergunto, o que te dá mais poder :” Eu não aceito o Câncer”  ou  “Ok! não era isso o que eu esperava para minha vida, mas aconteceu. Então, o que eu posso fazer pra mudar a minha realidade daqui pra frente?”

Te sugiro, então que você adote o mantra que uso com minhas alunas e coachees: ACEITA QUE DÓI MENOS!

10. Não acaba, quando acaba

dicas para quem está enfrentando o Cancer

 

Eu já perdi as contas de pessoas que me procuram e pedem minha ajuda depois que o tratamento termina.

Pessoas que não entendem porque depois que acabou a quimioterapia, radioterapia, já fizeram a cirurgia e deveriam estar comemorando, sentem-se extremamente tristes, perdidas, vazias.

Elas não conseguem retomar a vida, sentem-se inferiores, têm dificuldades para encontrar o seu novo lugar no mundo.

Pessoas que, infelizmente, sentem-se reféns do Câncer e têm pesadelos a cada novo checkup.

A cada gripe, a cada dor, o fantasma do Câncer aparece para aterrorizá-las.

Na minha concepção, essas pessoas se curaram fisicamente, mas não venceram o Câncer.

Porque, vencer pra mim, está muito mais relacionado à forma como você consegue lidar com seu diagnóstico, que ao fato de simplesmente se curar.

Pensa aqui comigo, que vantagem há em terminar o tratamento e passar o resto da vida com medo do seu próprio corpo, como se ele tivesse se transformado em uma casa mal assombrada?

Que vantagem há em terminar o tratamento e não conseguir usufruir da vida?

Por outro lado, conheço pessoas com Câncer metastático, no qual, a medicina diz que não há cura para elas. Porém, elas venceram lindamente o Câncer.

Porque não se curvaram diante da doença.

Não permitiram que a doença lhes arranque seus sonhos ou roube sua alegria de viver.

Elas se tornaram maior que a doença. E aí? Quem você acha que tem mais qualidade vida?

Quem você acha que está VIVENDO? E quem está apenas ocupando espaço no planeta?

Estou fazendo essa comparação para que você se conscientize que você deve buscar mais que a cura física.

Vencer o Câncer deve ir além disso!

Observo que as pessoas que buscam minha ajuda depois que o tratamento termina de maneira geral, estão sofrendo um efeito rebote porque negaram a doença.

Quando diagnosticadas, preferiam não pensar muito a respeito. Simplesmente terceirizaram a saúde e seguiram na esperança de que com o tempo tudo passaria e as coisas voltariam ao “normal”.

Mas sinto informar que isso não é real.

O tempo sozinho não faz nada.  Não é o tempo que faz curar seus medos, sua ansiedade e seu emocional.

É você quem precisa agir e, se necessário, buscar ajuda!

Porque agora, ou depois, uma hora a ficha cai!

Não existe essa história de: Quando acabar o tratamento vou ter a minha vida de volta e tudo voltará a ser como antes.

dicas para quem está enfrentando o Cancer

Esse é um caminho sem volta…

Sua vida não vai voltar a ser como antes, porque você sairá dessa jornada diferente.

Uma outra pessoa está nascendo com o Câncer.

E Se Deus quiser, o Câncer vai passar, mas a pessoa que você irá se tornar, vai te acompanhar para sempre!

E eu faço votos que seja uma pessoa mais resiliente, mais sábia, mais humana, mais feliz, mais equilibrada e mais grata!

Agora é sua vez, me fala nos comentários, qual a dica que você mais se identificou e o que você vai colocar em prática na sua vida hoje.

RECOMENDADO:

45 Comentários


  1. Olá… Eu tenho câncer… Linfoma…e posso dizer que realmente é um aprendizado diário… Viver com câncer é desafiador e noto que as pessoas no geral não entendem qd VC diz, não, eu ainda não estou curada, mas eu vou vivendo com alegria e gratidão cada segundo que me foi dado….estou em estado de graça constante, me preocupo?, claro que sim, mas estou aqui e vou lutar contra todos os fantasmas até o fim…bjs de luz


  2. Me identifiquei só com as coisas boas que vc relacionou. Tenho uma equipe maravilhosa de nutrologa, ongologista , psicologa que tem me ajudado bastante , fora a minha garra e vontade de viver. Tenho Deus no coraçao e sua Mãe Maria q me acompanham nos momentos de afliçao, afinal sou um ser humano e como tal tenho meus momentos de angustia que logo passam por sinal , e uma familia linda que me acompanha e ora por meu restabelecimento e cura. No mais Paty só tenho a te agradecer e pedir que ao terminar meu tratamento me torne tao especial e humana como vc. Peço a Deus que vc continue ajudando a todas as pessoas que estao passando por esse tratamento, que por sinal é muito sofrido e desgastante. Te amo princesa de coração. Bjos


  3. Simpatricia querida vou tomar algumas atitudes por ez.sai do quarto.beber muito líquidos.fazer caminhadas se meu guelho permitir.parar de chorar..tentar entender que 0que foienderesado para mim devo ter coragem de emfrentar sem medo e vencer esta situação. Tirar de ves da cabeça que ta dificel e nao tem cura.vou procurar um psicólogo acho que estou tomada de depressão. Obrigada anjo meu. Te amo.beijos.tere.


  4. Focar na atividade física e meditação.
    Necessito aprende a Meditar.


  5. Olá party,amei tudo que li,VC explica tudo certinho de uma forma muito acolhedora,eu praticamente me espelhei em VC quanto ao assunto da médica que VC procurou a primeira vez.Comigo foi assim tbm a doutora não fez os procedimentos corretos ,ela tinha que ter feito uma conizacao e mandado para biópsia ,para ver até onde estava a lesão no colo do meu útero,mas só fez uma cauterização no meu colo ,que estava com uma lesão de grau 1,nesses casos é retirado essa parte afetada para não aumentar ,quando fui novamente no ginecologista após um ano já estava com câncer e fiz a conizacao mas não adiantou pq a lesão estava tomando conta do colo do útero ,agora vou fazer a retirada total do meu útero e talvez não precise de mais nada só acompanhamento médico .Estou confiante e em.paz com Deus e sei que tudo isso está acontecendo porque sempre fui muito nervosa e estressada ,e sempre só cuidei da minha família e me esqueci de mim,hoje estou mais calma e não me extresso mais por qualquer coisa que antes era o cúmulo para mim.Fiz as pazes com muitas pessoas tbm pq não aceitava ser magoada por elas e hoje vejo que as pessoas cada um tem um gênio e temos que saber perdoar .Enfim Deus está me mostrando que a vida não pode ser levada a trancos e barrancos que temos que amar a todos e principalmente a amar a nós mesmos .O câncer nós mesmos que criamos ele ,ele é o acúmulo de lixo que criamos seja sentimental seja alimentar .
    Um grande abraço te admiro muito
    Assim: Jemima Pereira

Página 1 de 9 Próximo →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *